Untitled Document
SEGUNDA FEIRA, 24 DE JULHO DE 2017
06 de JUNHO de 2016 | Fonte: G1-MS

Dupla de Naviraí cantará na principal festa universitária do MS

Os amigos Ramiro e Rafael começaram por hobby e hoje vivem da música. Dupla sertaneja de Naviraí comemora participação em festa junina em Campo Grande.
Ramiro e Rafael cresceram em Naviraí e mudaram para capital há 3 anos (Foto: Gabriela Pavão/ G1 MS)

Para a dupla sertaneja sul-mato-grossense, Ramiro e Rafael, atravessar a rua é mais um passo em direção ao sucesso. Amigos de infância, os dois começaram a carreira tocando em um boteco na avenida Tamandaré, em frente a Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), e agora comemoram o convite para subir ao palco da 10ª edição da festa junina da instituição.

 

Nascidos em Naviraí, eles chegaram a Campo Grande em busca de oportunidade e tiveram portas abertas no boteco em frente à universidade. Entre uma aula e outra, os acadêmicos atravessavam a rua pra curtir o modão sertanejo de Ramiro e Rafael. Agora é a dupla que vai até o público de estudantes no domingo (12) para dividir o palco com os também sul-mato-grossenses João Bosco e Vinícius, considerados um dos precursores do estilo sertanejo universitário.

 

"Não é só atravessar a rua, é chegar na festa que é considerada a maior universitária do estado, onde vai estar o nosso público universitário. A gente sempre quis estar ali, mas nunca deu certo de ir nem para assistir. Toda vez aparecia alguma festa pra gente tocar, casamento em cima da hora e dessa vez vamos estar no palco", contou Ramiro.

 

Cerveja e churrasco

Os amigos começaram a cantar juntos em 2010, quando Rafael trabalhava como vendedor e Ramiro de agroboy ou oficeboy em Naviraí.

As primeiras apresentações foram em casas de amigos, em troca de cerveja e churrasco e a carreira profissional mesmo começou na capital, três anos depois.

 

"A gente começou na nossa cidade, brincando, sem pretensão nenhuma. Cada um tinha o seu trabalho e a música era só um hobby, mas aí a coisa foi ganhando fama e ficamos conhecidos na cidade, então surgiu a vontade de alçar novos voos. Nessa época a gente fez um caixa com o dinheiro que ganhava tocando e isso ajudou na mudança pra capital", lembrou Rafael.

 

A dupla cantava nos botecos em volta da universidade, principalmente no Espeto Mania, onde nem palco existia na época.

O atual administrador do local, Diogo Costa, disse ao G1 que aposta em shows sertanejos às sextas-feiras à noite para atrair os universitários.

 

"Estamos aqui há três anos e reassumimos a direção agora. Fizemos uma reforma, colocamos um tablado para ser palco, porque nem tinha antes, e os universitários gostam de uma música ao vivo", contou.

 

Foi no boteco que Ramiro e Rafael tocaram por dois anos. O cachê era pequeno, mas ajudava a pagar as despesas. "Até conseguir tocar nas pubs, a gente tocava nos barzinhos em frente à UCDB e era isso que ajudava a pagar nosso aluguel. Ao mesmo tempo, a gente começou a fazer nosso público e tem dado certo, graças a Deus. Começamos como hobby e hoje a gente está vivendo da música, trabalhando só com música", explicou Rafael.

 

Modão

O repertório no boteco de músicas sertanejas de raiz de duplas consagradas e ganhou canções autorais como "Pau Tora", "O Peão e O Doutor" e "Chinelo de Saci", que falam de amor e apostam no humor pra contar rotina dos universitários.

 

No currículo, a dupla já tem um CD gravado com duas músicas e um videoclipe, e os dois prometem lançar o novo show na festa junina.

"A gente está apostando no repertório animado, mas não podemos deixar de fazer as modas de viola porque foi assim que a gente começou. 

 

Pra gente vai ser muito especial, tipo uma vitória, porque somos dois meninos do interior que chegaram sem conhecer ninguém e conseguiram espaço pra tocar na maior festa universitária do estado. Nossa pretensão é a música conquistando as pessoas, pra ganhar mais visibilidade, mas tudo com o pé no chão", finalizou Rafael.

 

O show principal será de João Bosco e Vinícius, que trilharam carreira parecida com a história de Ramiro e Rafael, e hoje ganharam o país, sendo considerados os precursores do estilo universitário. Os irmãos de Coxim estouraram na capital no meio dos estudantes, tocando para as turmas nos botecos de faculdade.

 

A festa ainda terá apresentação da irmãs Patrícia e Adriana, que comemoram 10 anos de carreira, e da dupla Isac e Ferrant, além de barracas típicas de comida e bebida. Mais informações pelo telefone (67) 9938-4849.



Untitled Document
Últimas Notícias
Morre em São Paulo o ex-goleiro Waldir Perez
Ladrão usa capacete de moto para roubar celular de jovem
Mistão do Palmeiras vence o Sport fora de casa
Untitled Document