Untitled Document
SÁBADO, 19 DE OUTUBRO DE 2019
30 de MARÇO de 2016 | Fonte: Reuters

Ex-segurança acusa cantor Elton John de assédio sexual

Representantes do cantor classificaram a ação judicial como
Elton John é acusado de assédio sexual na Califórnia (Foto: Divulgação)

Um ex-guarda-costas de Elton John acusou o cantor britânico de assédio sexual no Estado norte-americano da Califórnia, de acordo com documentos de um tribunal.

 

Os toques indesejados ocorreram em muitas ocasiões ao longo de vários anos desde que Jeffrey Wenninger começou a trabalhar como segurança pessoal do artista em 2002, e aumentaram em frequência e intensidade depois de 2010, de acordo com a acusação.

 

Representantes do intérprete de "Rocket Man", que é casado com o produtor David Furnish, classificaram a ação judicial como "infundada".

 

Orin Snyder, advogado de Elton Johhn, de 69 anos, disse que a ação foi "apresentada por um ex-segurança ressentido que busca obter um pagamento que não merece. Essas alegações são claramente falsas e contraditas por numerosas declarações anteriores deste querelante".

 

Segundo a ação judicial, apresentada na segunda-feira na Suprema Corte de Los Angeles, Wenninger atuou como guarda-costas de Elton John até aproximadamente setembro de 2014.

 

Em três ocasiões daquele ano, quando estava com o cantor em seu carro no trajeto entre suas casas na região de Los Angeles, o músico colocou a mão nas calças de Wenninger, tentou agarrar seus órgãos genitais e colocou a mão dentro da camisa de Wenninger e torceu seus mamilos, segundo o processo.

 

A ação pede uma indenização não especificada por distúrbio físico, mental e emocional, além da perda de rendimentos.



Untitled Document
Últimas Notícias
Conmebol confirma final da Libertadores no Maracanã em 2020
Pagamento de bolsas do CNPq está garantido este ano, diz governo
Igreja Adventista do 7º Dia de Naviraí promove palestra no Outubro Rosa
Untitled Document