Untitled Document
TERÇA-FEIRA, 17 DE OUTUBRO DE 2017
06 de JULHO de 2015 | Fonte: R7

Fortuna de Cristiano Araújo é alvo de disputa na família

Cristiano Araújo morreu em um trágico acidente (Foto: Divulgação)

Em 20 anos de carreira, Cristiano Araújo colecionou vários sucessos e muito dinheiro. Após a morte do cantor, a divisão dos seus bens já causa polêmica. Cristiano fazia, em média, vinte e seis apresentações por mês. Quase uma por dia. O cachê girava em torno de R$ 250 mil por show.


Nos últimos dois anos, Cristiano Araújo teria faturado o equivalente a R$ 156 milhões só com shows. Ele investiu parte do dinheiro em imóveis. Em Goiânia, Cristiano ficou conhecido também pelos imóveis de luxo que possuía. Num dos condomínio mais caros da cidade, o sertanejo era dono de uma mansão. Lá, ele reunia a família e os amigos nos poucos dias de folga que tinha.


Além da casa, ele tinha, pelo menos, outros dois apartamentos. Pouco antes de morrer, passou um deles para o nome do filho mais velho, João Gabriel. O outro apartamento foi deixado para a mãe, Zenaide. Segundo os advogados, Cristiano não deixou testamento. Por isso muito gente quer saber: quem vai ficar com os bens do cantor?


Segundo uma advogada especialista em heranças, num caso como este, todo patrimônio é dividido entre os dois filhos.


— Quando alguém vem a falecer, primeira coisa verifica-se quem são os herdeiros. Vem os filhos em primeiro lugar. Na falta de filhos, vem os pais, que são ascendentes. Sempre lembrando que o cônjuge também está nesse setor.


Cristiano era pai de dois filhos: João Gabriel, de seus anos, e Bernardo, de dois. Os meninos são fruto de duas relações diferentes. O cantor reconheceu a paternidade, mas não se casou com nenhuma das mães.


Isso significa que elas não têm direito a nada, mas devem administrar os bens já que têm a guarda das crianças. Os meninos também vão herdar os direitos autorais das músicas do pai. Isso é o que prevê a lei, mas a partilha pode não ser tão simples assim. Nesta semana, a tia e madrinha de Cristiano, Divina de Mello, fez um desabafo e revelou que as brigas pela herança do sobrinho já começaram


Segundo ela, Vitor Leonardo, empresário que estava no carro com Cristiano, e o pai do cantor já brigaram após a morte do sertanejo. Divina disse que Vitor ligou da UTI para proibir a entrada de qualquer pessoa na mansão de Cristiano. A situação deixou o pai do cantor muito irritado. O pai de Cristiano ainda teria recolhido todas as senhas do filho e mandado trancar a casa para que ninguém tivesse acesso ao local. Dias depois, Divina voltou atrás e disse que acabou “falando demais”. Que não podia julgar e que ninguém tem culpa nessa tragédia.


Segundo a advogada, Vitor não tem nenhum direito sobre a herança de Cristiano. A única possibilidade dele ganhar alguma quantia é se existir uma cláusula no contrato de trabalho dele que o beneficie em caso de morte do artista.


O cantor também fez doações milionárias. Só para o Hospital de Barretos, especializado no tratamento de câncer, foram mais de R$ 2 milhões. Chegou a ser divulgado pela imprensa a notícia de que Cristiano teria deixado um seguro de vida de a familiares no valor de R$ 20 milhões.


A informação foi desmentida pelos advogados no cantor. O valor correto do seguro é em torno de R$ 1 milhão. Os beneficiários são os dois filhos e o pai, João Reis. A mãe ficou fora do seguro e, segundo a lei, ela não tem direito a herança, assim como o pai.


O inventário dos bens de Cristiano já começou a ser feito. Além da fortuna, Cristiano deixou vários sucessos. Uma herança musical que pode ser dividida entre todos os fãs do cantor.



Untitled Document
Últimas Notícias
Santos empata e Corinthians segue com boa folga
Bombeiros e PMA atuam para controlar incêndio no Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema
Zé Teixeira recebe pedido da comissão dos remanescentes aprovados no concurso da AGEPEN
Untitled Document