Untitled Document
DOMINGO, 16 DE JUNHO DE 2024
14 de DEZEMBRO de 2023 | Fonte: Campo Grande News

Ex-vereador mineiro é preso em Naviraí com 3,8 toneladas de maconha e fuzil

Jander Souza Patrocínio foi preso hoje pela PRF na BR-163 levando a droga e a arma para Maringá
Caminhão com fardos de maconha e fuzil que estavam escondidos em carga de aveia (Foto: Divulgação)

O ex-vereador de Araguari (MG), Jander Souza Patrocínio, 49, foi preso nesta quarta-feira (13) em Mato Grosso do Sul transportando 3,8 toneladas de maconha, um fuzil de fabricação turca calibre 9 milímetros, dois carregadores e 48 munições do mesmo calibre. A prisão foi feita pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) na BR-163, município de Naviraí.

 

Jander Patrocínio exerceu mandato de 2017 a 2020 na cidade de 120 mil habitantes localizada no Triângulo Mineiro e a 560 km da capital Belo Horizonte. Na eleição de 2020, não conseguiu se reeleger.

 

Por volta de 9h, os policiais rodoviários federais abordaram a Scania T/113 atrelada ao semirreboque, ambos com placas de Coronel Sapucaia (MS), carregada com aveia a granel. 

 

Desconfiados de grande quantidade de grãos vazando do reboque, os policiais decidiram vistoriar a carga e ao levantarem a lona encontraram os fardos de drogas e o fuzil Derya Arms com os carregadores e as munições. O entorpecente pesou 3.791 quilos de maconha e 15,7 quilos de skunk.

 

Jander Patrocínio informou aos policiais que havia carregado a aveia em Antônio João e durante a noite de ontem pegou a droga e a arma em uma mata na zona rural de Aral Moreira, também na linha internacional. Informou que receberia R$ 20 mil para entregar a droga e o fuzil com munições em Maringá (PR).

 

Segundo ele, o local exato da entrega seria informado por celular, quando chegasse ao Paraná. O ex-vereador mineiro foi levado para a Polícia Civil e autuado em flagrante por tráfico de drogas e posse de arma de fogo de uso restrito. Jander informou que atualmente mora em Coronel Sapucaia.

 

Em agosto do ano passado, a Justiça de Minas Gerais determinou bloqueio de R$ 260 mil dos bens de Jander Patrocínio e da mulher dele, Sandra Cristina de Souza. Segundo ação do Ministério Público mineiro, Sandra ocupou cargos comissionados na Câmara no período em que o marido foi vereador, desrespeitando a lei de combate ao nepotismo. 



Untitled Document
Últimas Notícias
Cresol Pioneira realiza posse do Conselho de Administração
Cresol recebe comitiva de São Paulo para visita
Realizado pela Prefeitura de Naviraí, 21ª FEJUNAVI terá show de Rio Negro & Solimões
Untitled Document