Untitled Document
QUINTA-FEIRA, 20 DE JUNHO DE 2024
15 de SETEMBRO de 2022 | Fonte: Campo Grande News

Sustentável, eucalipto muda economia de MS, maior exportador de celulose do País

Atualmente, MS é o estado com maior área destinada aos sistemas integrados na agropecuária.
Foto: Divulgação

No primeiro semestre de 2022, Mato Grosso do Sul alcançou US$ 764 milhões de receita com a comercialização de celulose, papel e madeira para o mercado externo, número 1,93% maior que os US$ 749,5 milhões exportados nos primeiros seis meses do ano passado.  Em 2021, o Estado encerrou o ano com faturamento de US$ 1,508 bilhão com a exportação de produtos florestais, segundo o Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), figurando como o maior exportador de celulose do Brasil. Os produtos florestais são responsáveis por 19,40% de tudo o que é exportado por MS, 3ª maior atividade do agronegócio estadual atualmente. Esses resultados, no entanto, são realidade recente e fruto da construção de bases fomentadas pelos setores público e privado.

 

De acordo com o engenheiro agrônomo Clovis Tolentino, doutor em Agronomia pela UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) e consultor técnico do Sistema Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), em 2018 a celulose chegou a figurar como o produto de maior participação nas exportações do Estado. “Ao longo dos últimos anos o complexo soja vem mantendo a dianteira e a celulose e a pecuária (carnes) vem se alternando em segundo e terceiro”, completa.

 

O potencial estadual para o setor de florestas, a necessidade de diversificação da base econômica e produtiva do Estado, e a meta de fazer de Mato Grosso do Sul um estado carbono neutro, fez com que em 2009 fosse lançada a primeira versão de um estudo sobre o setor de silvicultura, que engloba produtores florestais, celulose e papel, madeireiras, serrarias, móveis e componentes.

 

Chamado de Plano Estadual de Desenvolvimento Sustentável de Florestas Plantadas, o levantamento se tornou uma importante ferramenta estratégica para o desenvolvimento da base florestal do Estado e estabeleceu objetivos específicos em prol da cadeia produtiva do segmento. dando detalhes técnicos sobre solo, clima e relevo, assim como condições estruturais e socioeconômicas dos municípios de Mato Grosso do Sul para receber investimento nessa área.



Untitled Document
Últimas Notícias
Prefeitura de Naviraí recebe 20 máquinas para equipar o tão sonhado Centro de Hemodiálise
MS registra 12.197 casos confirmados de dengue
Rhaiza Matos assina nomeação de quase 100 aprovados no Concurso 2024 da Prefeitura de Naviraí
Untitled Document