Untitled Document
DOMINGO, 03 DE DEZEMBRO DE 2023
15 de SETEMBRO de 2022 | Fonte: Agência Brasil

Interessados em adoção poderão ter acesso a cadastro de crianças

Busca no sistema depende de autorização judicial e da vontade dos menores. Marca d'água com informações pessoais identifica material visual para evitar mau uso de imagens.
Foto: Divulgação

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) disponibilizou uma ferramenta que possibilita o aumento das chances de crianças e adolescentes serem adotados.

 

Por meio da busca ativa no Sistema Nacional de Adoção e Acolhimento (SNA), cerca de 32 mil pretendentes habilitados pela Justiça podem acessar fotos e vídeos de crianças que estão em abrigos à espera de acolhimento por uma família.

 

A busca é feita a partir de autorização judicial e ainda depende da vontade da criança e do adolescente. Segundo o CNJ, o material visual é identificado por marca d’água com informações pessoais para evitar o uso inadequado das imagens. Cerca de 200 crianças foram inseridas pelas varas da infância no cadastro.

 

Conforme dados do CNJ, desde 2019, o Sistema Nacional de Adoção e Acolhimento foi responsável por 12,4 mil adoções. De janeiro e agosto de 2022, foram realizadas cerca de 2 mil adoções por meio da plataforma. 



Untitled Document
Últimas Notícias
Brasil teve 466 mortes de menores no trabalho de 2011 a 2020
Mulher é sequestrada, torturada e mantida em cárcere por 5 dias
Movimentação portuária cresce mais de 40% neste ano em MS
Untitled Document