Untitled Document
SEXTA-FEIRA, 15 DE JANEIRO DE 2021
01 de OUTUBRO de 2020 | Fonte: Agência ALEMS

Deputados e educadores debatem projeto que altera estatuto da Educação Básica

Projeto de Lei Complementar 5/2020, de autoria do Poder Executivo, para alteração do Estatuto dos Profissionais de Educação Básica.
Projeto que altera o Estatuto da Educação Básica é entregue na ALEMS (Foto: Wagner Guimarães/TV ALEMS)

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS), deputado Paulo Corrêa (PSDB), e o presidente da Comissão Permanente de Educação, deputado Pedro Kemp (PT) participaram nesta quinta-feira (01/10) da entrega do Projeto de Lei Complementar 5/2020, de autoria do Poder Executivo, para alteração do Estatuto dos Profissionais de Educação Básica. Também participou do encontro o presidente da Federação de Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (Fetems), Jaime Teixeira, e o secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica (Segov), Eduardo Riedel.

 

Para o deputado estadual Pedro Kemp (PT), presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, quando o projeto vem debatido com a categoria, é mais fácil a análise. “Ficamos mais tranqüilos para votar um projeto de lei quando ele chega a nós. Participamos de uma reunião como representantes do Governo do Estado e da Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul [Fetems], e houve sim uma exposição das negociações que foram feitas ao longo de cinco anos e agora chegou se então no entendimento, Além desse projeto, com a transformação de salário em subsídios, e integralizar a lei do piso salarial para 20 horas, também houve um compromisso em realizar concurso público para efetivar o maior número de professores temporários,  ponto é fundamental para a garantia da qualidade da educação”, ressaltou.

 

O secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, reafirma o compromisso do Poder Executivo com a Educação. “Desde o início estamos trabalhando na modernização da relação trabalhista entre o governo e o servidor público. A categoria dos profissionais de Educação é uma categoria grande para o Estado, extremamente importante que sempre valorizamos em nosso governo, é o profissional mais bem remunerado do Brasil, em relação a educação, mas era necessário trazer algumas mudanças, sem perder de vista a valorização efetiva e o ganho real do salário”, explicou.

 

Para o presidente da Fetems, Jaime Teixeira, o projeto de lei complementar que será analisado agora pela Casa de Leis, é muito importante para toda a categoria. “Fruto de cinco meses de negociações com o Governo do Estado, com a evolução em dois pontos fundamentais para nós e para a categoria, e principamente para a Educação do povo de Mato Grosso do Sul. A manutenção das 20 horas é fundamental, a melhor lei de recomposição salarial é a nossa, e também queríamos manter o compromisso do governo de realizar o concurso público para que os professores temporários passem a ser efetivos a partir de 2022. O presidente Paulo Corrêa recebeu hoje este projeto aqui com bastante tranquilidade, que saiu de uma discussão ampla da categoria”, confirmou.



Untitled Document
Últimas Notícias
Campus Nova Andradina do IFMS abre especialização para servidores da Iagro
Eldorado Brasil oferece mais de 800 vagas no MS para início imediato
Fim de semana no MS será de tempo instável e temperaturas amenas
Untitled Document