Untitled Document
QUINTA-FEIRA, 06 DE AGOSTO DE 2020
09 de JULHO de 2020 | Fonte: Assessoria

Prefeitura de Naviraí adere a Campanha Nacional do Sinal Vermelho

A iniciativa tem como foco ajudar mulheres em situação de violência a pedirem ajuda nas farmácias do País.
Foto: Divulgação

O Brasil e o restante do mundo estão vivendo na atualidade momentos difíceis criados pela pandemia do Covid-19 (novo coronavírus) e em tempos de isolamento social que é solicitado pelos governantes e autoridades ligadas à saúde pública, cresceu vertiginosamente as mulheres que com essa decisão enfrentam mais problemas no tocante à violência doméstica. Diante desse cenário, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) lançaram no dia 10 de junho, a campanha Sinal Vermelho para a Violência Doméstica. A iniciativa tem como foco ajudar mulheres em situação de violência a pedirem ajuda nas farmácias do País.

 

A coordenadora de Políticas Públicas para as Mulheres de Naviraí, Mariony Macedo, enfatiza “essa campanha tem por finalidade oferecer um canal silencioso, permitindo que as mulheres que vem sofrendo violência doméstica possam através das farmácias serem ajudadas e tomadas às devidas providências. É uma atitude relativamente simples, que exige dois gestos apenas: para a vítima, fazer um X nas mãos; para a farmácia, uma ligação”, explicou ela.  Mariony disse ser importante essa iniciativa, porque em março e abril, o índice de feminicídio cresceu 22,2% de acordo com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

 

NAVIRAI ADERIU A CAMPANHA

Mariony disse que o município aderiu a essa iniciativa, a essa campanha com total apoio do prefeito Dr. Izauri de Macedo. “Outros municípios também já aderiram mas, por enquanto, são poucos. Nossa solicitação nesse início de campanha é que as farmácias aderem à essa iniciativa”, explicou ela.

 

Ela ressaltou também que a mulher que quiser denunciar violência doméstica é só fazer um sinal na palma de sua mão. “Queremos ajudar as mulheres e meninas do nosso município que são vítimas de violência doméstica”, esclareceu Mariony. Ela disse também que segundo o Promuse (Programa mulher Segura), o isolamento social provocado pela pandemia do Coronavírus fez, segundo a Polícia Militar, explodir os casos de violência doméstica. É uma situação bastante difícil. As farmácias que participarem estarão ajudando as mulheres naviraienses e eles poderão estarem ajudando a salvar uma vida, essas denuncias são anônimas”, concluiu ela.



Untitled Document
Últimas Notícias
Willian troca o Chelsea pelo rival Arsenal, diz imprensa inglesa
MS discute estratégias de retorno às aulas presenciais de forma segura
Ação conjunta resulta na apreensão de 2 t de maconha na fronteira
Untitled Document