Untitled Document
SÁBADO, 15 DE AGOSTO DE 2020
08 de JULHO de 2020 | Fonte: Assessoria

Naviraí participa da campanha Julho das Pretas

Município participa pela primeira vez da campanha Julho das Pretas – A vida de meninas e mulheres negras importam.
Primeira dama Mariony Macedo (Foto: Divulgação)

Atendendo a um chamamento da Subsecretaria de Políticas Públicas para Promoção da Igualdade Racial, a Coordenadoria de Políticas Públicas para Mulher de Naviraí, sob a coordenação da primeira dama Mariony Macedo, resolveu por bem desenvolver esse trabalho em nosso município. “A campanha desse ano tem o tema “Julho das Pretas – A vida de meninas e mulheres negras importam” e é realizada em todo o Estado por iniciativa do Governo Estadual, com o objetivo de colocar em evidência o debate sobre as políticas públicas de enfrentamento ao racismo, aos preconceitos e a todas as formas de violação de direitos, reafirmando o protagonismo e a participação das mulheres negras nos espaços políticos”, salientou Mariony Macedo.

 

Mariony Macedo explicou que esse é o segundo ano que o Governo do Estado desenvolve essa campanha dedicada especialmente para as mulheres negras, em alusão ao dia 25 de julho, Dia Internacional da Mulher Negra Afro Latina-Americana e Caribenha e, e o Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra. Em Mato Grosso do Sul, a Lei nº 5.254/2018 criou o “Dia Estadual das Mulheres Negras”.

 

NA PANDEMIA, AÇÕES ONLINE

Esse ano “devido a pandemia as ações estão sendo realizadas todas de forma online, pois a campanha reafirma a importância da luta antirracista na garantia dos direitos e do protagonismo das mulheres negras sul-matogrossenses contra o racismo e a violência, pelo vem viver da população negra”, explicou a titular da Subsecretaria Estadual de Políticas Públicas para a Promoção da Igualdade Racial, Ana José Alves. 

 

MARIONY EXPLICA

A titular da Coordenadoria das Políticas Públicas para as Mulheres de Naviraí, Mariony Macedo, disse que este ano “estamos participando da campanha pelas redes sociais devido a pandemia do Coronavírus. A campanha foi iniciada no ano passado, mas não pudemos participar desse trabalho. Esse ano nós aderimos à essa campanha, vamos alertar a população que racismo é crime e para denuncias a pessoa pode procurar a Delegacia de Polícia Civil e também o disque 100, onde a pessoa pode discar de forma anônima, sem se identificar. Se ela souber de algum caso que está sendo praticado o racismo, a discriminação, ela pode tomar essa providência para que a pessoa não seja prejudicada,  para que a pessoa não seja excluída”, explicou ela.

 

Ela disse também que “este ano é um ano diferenciado e a nossa campanha para atingir um número maior de pessoas, será feita através das redes sociais, porque precisamos acompanhar tudo para podermos oferecer uma melhor visibilidade para o nosso município e também para que todas as pessoas se sintam acolhidas, se sintam valorizadas, se sintam defendidas”, concluiu ela.



Untitled Document
Últimas Notícias
Comissão se reúne para falar sobre planejamento de retorno às aulas presenciais em MS
Governo regulamenta serviços de retransmissão de rádio
Palmeiras se reúne com médicos e prepara pedido de mudança em protocolo da CBF
Untitled Document