Untitled Document
SÁBADO, 18 DE JANEIRO DE 2020
20 de NOVEMBRO de 2019 | Fonte: Globo Esporte

Corinthians vai comprar Matheus Jesus em dezembro

Jogador está emprestado pelo Estoril, de Portugal, e assinará acordo definitivo com o Timão
Matheus Jesus, volante do Corinthians — Foto: Marcos Ribolli

O volante Matheus Jesus será comprado pelo Corinthians em dezembro e assinará contrato com validade até o fim de 2023. O Timão ficará com 50% de seus direitos econômicos.

 

O jogador está emprestado pelo Estoril, de Portugal, até o fim da atual temporada, com compra obrigatória prevista no contrato. O estafe do atleta já dá como certa a assinatura do novo vínculo. O valor, não revelado, também foi previamente fixado.

 

Matheus Jesus pouco atuou em 2019. Foram apenas 12 jogos e menos de 500 minutos em campo com a camisa do Timão. No Brasileirão, foram seis partidas até aqui.

 

Fora dos planos do ex-técnico Fábio Carille, também não figura entre as opções preferidas de Dyego Coelho. O ex-treinador chegou a compará-lo com Paulinho.

 

O nome de Jesus é um dos 50 que passarão por avaliação de Tiago Nunes no Corinthians. Há a possibilidade de o volante ser emprestado, já que o novo vínculo terá longa duração.

 

Acostumado a atuar como segundo volante, mas também com possibilidade de fazer a função de primeiro, Matheus Jesus tem forte concorrência no setor: Ralf, Gabriel, Renê Jr, Júnior Urso, Ramiro e Sornoza. Todos podem atuar em ao menos uma das duas funções.

 

Thiaguinho, Richard e Camacho são alguns outros nomes que estão emprestados e devem ser avaliados por Tiago Nunes, aumentando ainda mais a concorrência para Jesus no setor de meio-campo.

 

Em 2019, o jogador se destacou atuando pelo Oeste, ao marcar seis gols em 17 jogos durante o Campeonato Paulista. Formado na Ponte Preta, Jesus tem passagens pelo Santos e pelo futebol japonês.



Untitled Document
Últimas Notícias
Alistamento militar já pode ser feito via internet
Criança de 3 anos foi torturada pelo padrasto por fazer xixi na cama
Presidente da OAB cobra demissão
Untitled Document