Untitled Document
QUINTA-FEIRA, 17 DE OUTUBRO DE 2019
26 de JULHO de 2019 | Fonte: Biosul/ Eliane Salomão

Safra da cana-de-açúcar atinge 21,4 milhões de toneladas em MS

Chuva desacelerou moagem na primeira quinzena de julho; efeito da geada ainda não foi sentido.
Foto: Divulgação/Biosul

A moagem de cana-de-açúcar da Safra 2019/2020 em Mato Grosso do Sul atingiu 21,4 milhões de toneladas até 15 de julho, 2% acima da quantidade processada no mesmo período da safra passada. Na primeira quinzena de julho, o processamento da matéria-prima foi de 2,9 milhões de toneladas, 20% menor comparado à mesma quinzena do ciclo anterior.

 

De acordo com o presidente da Biosul, Roberto Hollanda Filho, a ocorrência de chuvas concentradas nas áreas de lavoura prejudicou o resultado da produção na primeira quinzena de julho. “Fatores climáticos desaceleraram a colheita, sobretudo a ocorrência de chuvas nas principais áreas de lavoura foi o que influenciou no ritmo menor de moagem com 700 mil toneladas de cana processadas a menos na quinzena”, explicou.

 

Com relação à geada que ocorreu nas madrugadas de 6 e 7 de julho, o fenômeno foi registrado em pouco mais de 200 mil hectares de áreas de cana no Estado, em diferentes intensidades, portanto com diferentes possibilidades de impacto.

 

A estimativa de perda, a depender do manejo que as usinas consigam efetuar pode ficar ente 1 e 2 milhões de toneladas. A chuva, que pode atrapalhar, é um ponto de atenção.

 

A estimativa de moagem para a Safra, que só se encerra no final de março/20, é de 51 milhões de toneladas. 

 

Etanol e Açúcar

A produção de etanol hidratado atingiu 1,1 bilhão de litros do biocombustível até 15 de julho, volume 7% acima da safra passada. Já na quinzena, com os impactos das chuvas, a produção foi de 178 milhões de litros, com queda de 3% comparado ao mesmo período do ciclo anterior.

 

Já a produção de etanol anidro foi menor no período acumulado da safra com relação ao mesmo período da temporada anterior, com 234 milhões de litros [-11%]. Na quinzena, foram produzidos 31 milhões de litros [-50%].

 

No total, o Estado produziu 1,3 bilhão de litros até 15 de julho, volume 3% maior com relação ao mesmo período da safra passada.

 

A produção do açúcar, após uma leve recuperação no início da safra, voltou a ter queda no comparativo com a temporada passada. Foram produzidos 387 milhões de toneladas, quantidade 6% menor. Na quinzena, a produção do alimento foi de 59 milhões de toneladas [-40%].

 

Mix

O mix de produção na safra, assim como na quinzena, segue com 85% da cana-de-açúcar destinada para a produção de etanol e 15% para açúcar.

 

ATR

A quantidade de concentração de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR) por tonelada de cana se mantém praticamente estável, apesar da influência climática. No período acumulado da safra, o indicador foi de 127,59 kg [-0,9%]. Já na primeira quinzena de julho, o ATR por tonelada de cana foi de 139,90 kg [-0,49].

 

Biosul

A Biosul – Associação de Produtores de Bioenergia de Mato grosso do Sul - é a entidade que representa a indústria sucroenergética do Estado. Iniciou suas atividades em 2009, com perfil voltado para o associativismo, fruto do interesse setorial em comum do Sindal-MS, Sindaçúcar-MS e Sinergia-MS (Sindicatos das Indústrias de Fabricantes de Álcool, de Açúcar e de Geração de Energia Elétrica de Pequeno e Médio Porte). Atualmente, todas as usinas em operação em Mato Grosso do Sul estão associadas à Biosul.



Untitled Document
Últimas Notícias
Conmebol confirma final da Libertadores no Maracanã em 2020
Pagamento de bolsas do CNPq está garantido este ano, diz governo
Igreja Adventista do 7º Dia de Naviraí promove palestra no Outubro Rosa
Untitled Document