Untitled Document
SEXTA-FEIRA, 13 DE DEZEMBRO DE 2019
26 de JULHO de 2019 | Fonte: Globo Esporte

Desfigurado e sob pressão, Flamengo junta os cacos para evitar nova queda precoce

Com o departamento médico cheio, desfalques importantes sob desconfiança após últimas atuações, Rubro-Negro tenta se reencontrar para não ficar mais uma vez pelo caminho
Diego teve grave lesão no último jogo do Flamengo (Foto: Divulgação)

Em qualquer situação, reverter a vantagem do Emelec na Libertadores já seria uma tarefa ingrata. O atual cenário, no entanto, faz a missão do Flamengo ainda mais ardilosa. Os problemas se acumulam, e Jorge Jesus tenta juntar os cacos para o jogo mais importante do ano até aqui. No clube, ninguém esconde que a Libertadores é a prioridade de 2019. Há nove anos o time não passa das oitavas no torneio.

O ambiente otimista, devido a contratações badaladas e os bons resultados do primeiro semestre, rapidamente foi tomado pelo clima de apreensão. Em 10 dias, a maré virou e o Flamengo vive dias agitados. É o momento mais conturbado no ano.

Libertadores em risco, eliminação na Copa do Brasil, série de desfalques importantes e protestos da torcida... a pressão é enorme, e o Flamengo não quer ficar mais uma vez pelo caminho. Em caso de eliminação na próxima quarta, restaria apenas o Brasileiro para o restante do ano.

Lesões se acumulam

O elenco é badalado, sobram opções ofensivas, mas a bruxa está solta. Em uma semana, o Flamengo perdeu praticamente todos os meias do elenco. Arrascaeta, Everton Ribeiro, Diego e Vitinho sofreram lesões consideráveis. Os dois últimos, inclusive, foram operados e serão desfalques por um bom tempo. Até mesmo Bruno Henrique não está 100%. O atacante ainda convive com dores no tornozelo, mas não será problema.

O Flamengo montou força-tarefa, corre para recuperar os lesionados, mas dificilmente Arrascaeta e Everton Ribeiro estão à disposição de Jorge Jesus na próxima quarta. Internamente o aproveitamento da dupla é tratado com pessimismo.

Quem tem mais chance de jogar é o camisa 7. Éverton faz tratamento intensivo e será reavaliado diariamente para saber se terá condição de jogo. Como não há risco de agravamento da lesão em caso de entrar em campo, se iniciar a semana conseguindo pisar normalmente, vai para o sacrifício.

Solução da base?

Jorge Jesus, no entanto, não conta com a dupla. O português planeja o time para quarta com o que tem à disposição no momento. E isso inclui Reinier. O jovem joga pela seleção brasileira sub-17 nesta sexta e será integrado ao elenco profissional, na sequência. Caberá a Jorge Jesus o aproveitamento ou não diante do Emelec. Reinier está inscrito.

Sob pressão
A lua de mel com a torcida também é passado. A eliminação na Copa do Brasil na semana passada para o Athletico-PR acirrou os ânimos, e a delegação do Flamengo foi surpreendida com protesto no sábado, no aeroporto, antes do embarque para São Paulo, onde empatou com o Corinthians. Exaltados, alguns torcedores intimidaram os atletas. Diego foi o alvo principal.

A derrota no Equador só piorou o cenário, e a delegação do Flamengo deixou o aeroporto pela pista na volta ao Rio de Janeiro. Alguns torcedores aguardavam o time no saguão.

A relação estremecida não podia acontecer em um momento pior. Mais do que nunca, com tantos desfalques e problemas, o Flamengo vai precisar de seu torcedor. E assim deve acontecer. A previsão é de casa cheia e mais de 50 mil ingressos já foram vendidos.



Untitled Document
Últimas Notícias
Sampaoli entra com ação na Justiça contra o Santos por atraso em pagamentos do FGTS
Aprovada Reforma da Previdência de Mato Grosso do Sul
SUS amplia público para vacinas contra febre amarela e gripe
Untitled Document