Untitled Document
TERÇA-FEIRA, 22 DE OUTUBRO DE 2019
23 de JULHO de 2019 | Fonte: Campo Grande News

Número de estagiários cresce 13% em MS

Conforme CIEE, média de efetivações pelas empresas do Estado é de 60%
São 6 mil estagiários em todo o Estado (Foto: Divulgação)

O número de estagiários encaminhados para atuar em empresas de Mato Grosso do Sul pelo Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) cresceu 13% em relação ao mesmo período de 2018. O aumento para 6 mil contratações foi verificado nos seis primeiros meses de 2019.

Conforme a supervisora do CIEE em Mato Grosso do Sul, Aline Santos, 60% dos estudantes de ensino médio, técnico ou superior com este vínculo costumam ser efetivados pelas locais onde atuam. “O índice só não é maior, porque muitos estagiam em órgãos públicos, onde se exige ingresso por concurso”, analisa.

As principais contratações de estagiários são para as áreas de administração, direito e cursos vinculados às áreas de informática e saúde, como enfermagem e psicologia. Entre os estudantes de ensino médio, a partir de 16 anos, a atuação mais comum é no setor administrativo das empresas.

Para Aline, o aumento no número de contratações e efetivações demonstra que o estágio é a grande porta de entrada dos estudantes no mercado de trabalho. Em contexto de crise econômica, a supervisora avalia que o ingresso de mais estudantes funcionam como um contraponto. “O estágio tem uma facilidade maior de recrutamento. É financeiramente mais econômico, já que garantem pessoas mais qualificadas no quadro da empresa. Os empresários investem nesse estudante e isso retorna para eles quando a efetivação ocorrer”, explica.

Aprendizes –
Conforme o CIEE-MS, o número de contratações também aumentou entre os jovens aprendizes. São 1,2 mil no estado. Aline explica que as contratações são menores que os estágios, pois, precisam que as empresas sejam notificadas para ofertar a vaga.

A possibilidade de inclusão social dos jovens, com o primeiro emprego, está alicerçada na Lei nº 10.097/2000 e no Decreto nº 5.598/2005. Conforme os normativos, as empresas de médio e grande porte devem contratar aprendizes em número que pode variar de 5% a 15% do quadro de trabalhadores cujas funções demandem formação profissional.

Nacional –
No Brasil, o salto maior foi na contratação de aprendizes. O aumento foi de 13,6% no primeiro semestre deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado. O total de aprendizes somou 247.679 de janeiro a junho, de acordo com o Boletim Estatístico do CIEE divulgado nesta segunda-feira. Em relação aos estagiários, o total foi 868.468 pessoas encaminhadas, com crescimento de 3,8%.



Untitled Document
Últimas Notícias
Palmeiras empata com Athletico e vê Flamengo abrir 10 pontos na liderança
Semana começa com previsão de chuva para MS
Senado deve concluir terça-feira votação de mudanças na Previdência
Untitled Document