Untitled Document
QUARTA-FEIRA, 26 DE JUNHO DE 2019
10 de JUNHO de 2019 | Fonte: TV Morena

Beto Pereira diz que PSDB pode fechar questão sobre reforma da Previdência nesta terça

O deputado federal (PSDB) afirmou que o partido está tratando a reforma como prioritária e a comparou como um paciente na UTI.
Deputado Beto Pereira no Papo das Seis (Foto: Atílla Eugênio Rocha/TV Morena)

O deputado federal Beto Pereira (PSDB) foi o entrevistado desta segunda-feira (10/06) do Papo das Seis, no Bom dia MS. O parlamentar disse que o partido reúne-se nesta terça-feira (11/06) e pode fechar questão sobre a reforma da Previdência.

 

"Nó teremos uma reunião na terça-feira, não é uma reunião da bancada, é uma reunião da Executiva do partido. Nessa reunião, nós debateremos o fechamento de questão do partido com o texto que está sendo elaborado pelo relator. Se houver o entendimento da executiva no fechamento de questão, os parlamentares que forem contrários ao texto estão suscetíveis a sanções e essas sanções vão até a expulsão do partido", disse.

 

Beto afirmou ainda que o partido está tratando a reforma como prioritária e a comparou como um paciente na UTI.

 

"Nós do PSDB estamos tratando essa questão da reforma como algo necessário, algo prioritário para o momento. Agora entendemos que essa é uma tirada de um paciente da UTI, nós estaremos saindo da UTI e indo para uma unidade menos intensiva”, explicou.

 

Sobre a manutenção de estados e municípios na reforma, o tucano disse que é a favor para que isso ocorra, mas caso a manutenção não seja aprovado no Congresso, defendeu prazo de 90 dias para que as reformas locais sejam efetivadas.

 

“É importante deixarmos consignados de termos um regime previdenciário nacional, porque? Quando há qualquer tipo de desordem ou falta de governança de uma unidade da federação, nós temos aí o exemplo do Rio de Janeiro, o Rio de Janeiro passou por dificuldades seríssimas, se fez necessário uma intervenção, o Estado não tinha mais dinheiro para pagar suas contas, não tinha mais dinheiro para pagar os aposentados, quem arcou todas essas despesas foi a União, quem é a União? São os entes federados, então não podemos deixar algum estado em situação, numa ação irresponsável possa deixar capenga toda uma discussão nacional [....] Faço aí a defesa para que possa começar uma discussão para que estados e municípios tenham um prazo de 90 dias para regulamentar, dentro de suas assembleias legislativas ou câmaras de vereadores a reforma, sob pena do regime ser replicado nos regimes previdenciários locais”, concluiu.



Untitled Document
Últimas Notícias
Abertas inscrições para o Fies do segundo semestre de 2019
Bolsonaro revoga o decreto de armas e contradiz porta-voz
Deputados aprovam inclusão de educação financeira em escolas estaduais do MS
Untitled Document