Untitled Document
QUINTA-FEIRA, 04 DE JUNHO DE 2020
05 de JUNHO de 2019 | Fonte: Campo Grande News

Dnit precisa de mais R$ 72 milhões para manutenção de rodovias em MS

Dados foram apresentados durante reunião do diretor do órgão com a bancada federal do Estado no Congresso
Parlamentares durante reunião com diretor do Denit (Foto: Divulgação)

Dados do Denit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) apontam que Mato Grosso do Sul tem déficit orçamentário de R$ 72,8 milhões para fazer a manutenção e conservação das rodovias do Estado. O valor previsto para investimento na área, conforme aponta o Projeto de Lei Orçamentária de 2020, é de R$ 316,5 milhões.

Nesta terça-feira (4), o diretor-geral do Dnit, General Santos Filho, se reuniu com a bancada federal de Mato Grosso do Sul no Congresso Nacional. No encontro, o titular da pasta apresentou dados apontando que 52% das estradas do Estado estão em boas condições de manutenção, 40% estão em situação regular e ruim e 8% são consideradas péssimas.

Consta no relatório apresentado que o atual orçamento contempla o término do anel rodoviário de Campo Grande. Já o anel rodoviário de Três Lagoas; as travessias urbanas de Rio Pardo, na BR-262 e de Dourados, nas BRs 163 e 463, precisam de suplementação orçamentária para que as obras comecem no segundo semestre de 2020.

Como sugestão, o Dnit apresentou aos parlamentares proposta para realocação de aproximadamente R$ 19,1 milhões para reforçar a manutenção da malha rodoviária, especialmente das BRs 262 e 267. O montante viria de recursos para construção na BR 419, no entroncamento Rio Verde - Aquidauana.

Na análise de técnicos do DNIT não haveria prejuízo na BR-419, uma vez que há restos a pagar no valor de R$ 81 milhões para conclusão de projetos e andamento da obra. O documento será analisado pelos deputados e senadores em reunião agendada para a próxima semana.

Em relação aos recursos para o setor aquaviário, há previsão de R$ 36,5 milhões no Projeto de Lei Orçamentária de 2020, sendo necessário R$ 6,5 milhões a mais, ou seja, R$ 43 milhões. O recurso será usado para dragagem, sinalização, levantamento hidrográfico e estrutura de apoio para navegação.

Participaram da reunião a senadora Simone Tebet (MDB), o senador Nelsinho Trad (PSD), os deputados Dr. Luiz Ovando (PSL), Vander Loubet (PT) e Bia Cavassa (PSDB). Também acompanharam a reunião os assessores dos demais parlamentares que não puderam comparecer.



Untitled Document
Últimas Notícias
Nova frente fria chega ao MS e muda o tempo já a partir de segunda
Mato Grosso do Sul tem 20 óbitos por coronavírus e 1.489 confirmados
Câmara de Dourados suspende atividades após segundo caso de Covid-19
Untitled Document