Untitled Document
QUINTA-FEIRA, 04 DE JUNHO DE 2020
02 de ABRIL de 2019 | Fonte: Estadão Conteúdo

Aneel aprova reajuste médio de 12,39% para Energisa Mato Grosso do Sul

O reajuste para os consumidores atendidos em baixa tensão será de 12,48%, em média.
Foto: Divulgação

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou um reajuste médio de 12,39%% nas tarifas da Energisa Mato Grosso do Sul (EMS), válido a partir de 8 de abril. A distribuidora atende 1,022 milhão de unidades consumidoras em 74 municípios do Mato Grosso do Sul. O reajuste para os consumidores atendidos em baixa tensão será de 12,48%, em média, enquanto o aumento para as tarifas de consumidores atendidos em alta tensão será de 12,16%.

 

O principal motivo foi o aumento dos itens financeiros da tarifa, com impacto de 6,59% do total do reajuste, já incluído o efeito positivo do pagamento antecipado do empréstimo da chamada Conta ACR (-2,61%), que cobriu custos extraordinários com risco hidrológico em 2014, e ajustes em rubrica da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) (-1,09%).

 

O aumento dos custos de energia também influenciou significativamente para a alta das contas de luz na EMS, contribuindo com o reajuste em 3,99%. 

 

A Aneel explicou que o custo com energia da distribuidora cresceu 10,28%, influenciado pelo aumento do valor da energia gerada por usinas operadas pelo sistema de cotas, pelo impacto da variação cambial na energia de Itaipu, e pelo encerramento de contratos de compra de energia mais antigos e início de vigência de novos contratos, com preços e montantes superiores ao anteriores.



Untitled Document
Últimas Notícias
Nova frente fria chega ao MS e muda o tempo já a partir de segunda
Mato Grosso do Sul tem 20 óbitos por coronavírus e 1.489 confirmados
Câmara de Dourados suspende atividades após segundo caso de Covid-19
Untitled Document