Untitled Document
QUARTA-FEIRA, 20 DE MARÇO DE 2019
14 de FEVEREIRO de 2019 | Fonte: Correio do Estado

Kassab destitui Lacerda e senador Nelsinho assume o PSD

Desafio do novo presidente do partido é eleger diretórios definitivos até 28 de junho.

O presidente regional do PSD, Antonio Lacerda, foi destituído do cargo com uma “canetada” do presidente nacional do partido, ex-ministro Gilberto Kassab, depois de fechar questão com os irmãos, senador Nelsinho Trad, e deputado federal Fábio Trad. Pelo acordo, Nelsinho assumirá imediatamente o comando do PSD em Mato Grosso do Sul com a missão de eleger diretórios municipais e estadual definitivos até o dia 28 de junho por determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

 

Com o comando do PSD nas mãos de Nelsinho, fechou-se também o consenso para integrar o Fábio Trad e o deputado estadual Londres Machado para integrarem a direção partidária. Eles vão dividir o trabalho para reorganizar o PSD em todo o Estado até o dia 28 de junho. Além disso, preparar a legenda para as próximas eleições municipais, em 2020.

 

A definição da “derrubada” de Lacerda e da composição do novo comando do partido foi definido na reunião realizada na noite de terça-feira (12) em Brasília com Gilberto Kassab. “Temos a missão agora de construir os diretórios de todas as cidades”, declarou o senador.

 

Nelsinho destacou a importância do envolvimento de Fábio e Londres.

 

O novo presidente do partido adiantou também que a estratégia debatida entre os três líderes, e que já foi aprovada, é de dividir o Estado em três regiões. “Vamos fazer força-tarefa para cada um agir em uma região”, adiantou ele.

A preocupação do presidente é de cumprir a resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nº 23.571/2018, que disciplina a criação, organização, fusão, incorporação e extinção de agremiações partidárias. “Não podemos colocar em risco o futuro das eleições vindouras”, alertou Nelsinho Trad.

 

O senador ainda está em Brasília e declarou que chegará a Campo Grande, na noite de hoje, para marcar reunião com os integrantes do partido a fim de esclarecer as deliberações acordadas em Brasília.

 

RESOLUÇÃO

Segundo o artigo 39 da norma, as anotações relativas aos órgãos provisórios têm validade de 180 dias, salvo se o estatuto partidário estabelecer prazo inferior. O prazo é contado a partir de 1º de janeiro de 2019, tendo como data-limite o dia 29 de junho, que cai num sábado. Assim, o prazo deve ser antecipado para o primeiro dia útil anterior, ou seja, 28 de junho, sexta-feira. A data-limite para a reorganização do partido foi a justificativa para Antônio Lacerda ter sido destituído do cargo antes do tempo. 

 

O PSD de Mato Grosso do Sul é comandado por comissão provisória até a eleição de diretório definitivo. Cabe às comissões provisórias, na ausência dos diretórios definitivos, promover as convenções para a escolha de candidatos. 

 

Entretanto, como usualmente ocorre em muitos municípios e até em estados, os diretórios permanentes não existem, razão pela qual as comissões provisórias acabam assumindo o papel de promover as convenções. 

A fixação do período de 180 dias para a duração das comissões provisórias foi aprovada pelo plenário do TSE em junho do ano passado. Antes disso, o prazo era de 120 dias. Os ministros entenderam que estabelecer tempo de vigência para os provisórios é um meio de ampliar a democracia interna nas agremiações. 

 

Eles fixaram a data de 1º de janeiro de 2019 como marco inicial para contagem do novo prazo em observância ao princípio da segurança jurídica, de modo a permitir que os partidos tivessem tempo razoável, após a conclusão das eleições gerais de 2018, para a organizar o processo de constituição dos definitivos.

 

Na prática, depois de eleger os dirigentes dos diretórios estaduais e/ou municipais definitivos, os partidos terão de encaminhar, até o dia 28 de junho, aos respectivos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs), por meio do Sistema de Gerenciamento de Informações Partidárias (Sgip), os dados da composição e de início e término de vigência dos grupos.



Untitled Document
Últimas Notícias
Moro pede ao Congresso que se debruce em pacote anticrime
Reitor anuncia implantação de novo curso na UFMS de Naviraí
ISI Biomassa tem infraestrutura para projetos de geração de energia para indústrias
Untitled Document