Untitled Document
TERÇA-FEIRA, 19 DE FEVEREIRO DE 2019
01 de FEVEREIRO de 2019 | Fonte: Correio do Estado

Após 32 anos, nenhuma mulher tomará posse na Assembleia

Deputado Paulo Corrêa deve ser confirmado na presidência por não haver concorrente ao cargo

Depois de 32 anos, a Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, inicia hoje (1º) a Legislatura sem uma mulher eleita deputada. Essa é a primeira vez, desde 1987, em que a Casa de Leis não terá uma representante feminina. 

 

A 1º Legislatura estadual foi em 1979. Dos 24 deputados, nenhum era mulher. A história se repetiu na 2º Legislatura, que teve início em 1983, sem nenhuma representante feminina nem na Mesa Diretora e nem assumindo uma cadeira.

 

Porém, em 1987, duas mulheres fizeram história e foram eleitas: Marilene Coimbra, do extinto PDS e Marilu Guimarães, do antigo PFL, atual Democratas.

 

Mas, na 4º Legislatura, em 1991, nenhuma mulher foi eleita, mas Marilene assumiu mandato como suplente e Marilu, foi eleita deputada federal. 

 

Marilene foi a primeira a conseguir participar da Mesa Diretora, em 1993, sendo a terceira vice-presidente.

 

Por dois mandatos, de 1995 até 2003, apenas Celina Jallad (MDB) foi eleita deputada. Em 1997, Celina foi indicada e assumiu a vice-presidência da Mesa, na Casa de Leis. Durante oito anos, ela foi a única representante mulher da Assembleia sul-mato-grossense.



Untitled Document
Últimas Notícias
Navibikers divulga edital para eleição e composição de chapas concorrentes
Semana e ano letivo começam com chuva em Naviraí
Cachorro atropelado é velado por outro debaixo de chuva em Naviraí
Untitled Document