Untitled Document
TERÇA-FEIRA, 19 DE FEVEREIRO DE 2019
23 de JANEIRO de 2019 | Fonte: G1

Após 3 anos de demissões, Brasil cria 529 mil empregos formais em 2018

Dados do Cadastro Nacional de Empregados e Desempregados (Caged) foram divulgados nesta quarta-feira pelo Ministério da Economia. Somente em dezembro, porém, houve mais demissões do que contratações.

Após três anos seguidos de demissões, a economia brasileira voltou a gerar empregos com carteira assinada em 2018, quando foram abertas 529.554 vagas formais.

 

Essa é a diferença entre as contratações, que totalizaram 15.384.283 em 2018, e as demissões - que somaram 14.854.729 pessoas.

 

Os números, do Cadastro Nacional de Empregados e Desempregados (Caged), foram divulgados nesta quarta-feira (23) pelo Ministério da Economia.

 

De acordo com dados oficiais, esse também foi o melhor resultado, para um ano fechado, desde 2013 - quando foram abertas 1.138.562 empregos com carteira assinada. Deste modo, é o maior número de vagas abertas em cinco anos.

 

Com a criação de empregos formais em 2018, o Brasil fechou o ano com um estoque de 38,39 milhões de empregos formais existentes. No fim de 2017, o saldo de empregos formais estava em 37,86 milhões de vagas. O resultado de 2018 representa o estoque mais alto, registrado no fim do ano, desde 2015 - quando 39,20 milhões de pessoas ocupavam empregos com carteira assinada.

 

Somente em dezembro de 2018, porém, houve fechamento de vagas. Esse é um mês que tradicionalmente há demissões de trabalhadores com carteira assinada. Em dezembro do ano passado, foram fechadas 334.462 vagas formais.



Untitled Document
Últimas Notícias
Navibikers divulga edital para eleição e composição de chapas concorrentes
Semana e ano letivo começam com chuva em Naviraí
Cachorro atropelado é velado por outro debaixo de chuva em Naviraí
Untitled Document