Untitled Document
TERÇA-FEIRA, 23 DE ABRIL DE 2019
21 de JANEIRO de 2019 | Fonte: Gabriela Borsari/Sicredi

Sicredi atinge marca de 4 milhões de associados

Com este marco, instituição financeira cooperativa pioneira no Brasil contribui para a expansão do cooperativismo de crédito no País.

O Sicredi começou o ano com uma boa notícia. A instituição financeira cooperativa ultrapassou os 4 milhões de associados neste mês. Eles estão distribuídos em 22 estados brasileiros e no Distrito Federal. Esta marca representa um crescimento de 37% da base de associados nos últimos cinco anos.

 

Um dos diferenciais do Sicredi é o modelo de gestão que valoriza a participação igualitária e colaborativa dos associados, ou seja, são eles que votam e decidem os rumos das 115 cooperativas de crédito filiadas ao Sicredi. “A instituição comemora quatro milhões de pessoas que, por meio do Sicredi, aderiram ao cooperativismo de crédito. É a nossa contribuição para o crescimento do segmento e reflexo do nosso empenho de ser simples, próximo e ativo em relação aos nossos associados”, declara João Tavares, presidente executivo do Sicredi.

 

As raízes do Sicredi estão no surgimento do cooperativismo de crédito no Brasil, em 1902, à época uma forma de organização coletiva de pequenos agricultores no Sul do País. Pioneiro neste segmento no País e referência nacional e internacional pela organização em Sistema, com padrão operacional e utilização de marca única, o Sicredi atua em 1.263 cidades, sendo que em 200 delas é a única instituição financeira presente.

 

Em Mato Grosso do Sul já são mais de 200 mil associados com 67 agências. O Sicredi traz desenvolvimento para a sociedade e só atingiu essa marca, pois pessoas como Maura Faustino Borges Santos, acreditam no cooperativismo. Maura é associada fundadora da Sicredi União MS/TO, cooperativa de crédito do Sistema Sicredi mais antiga em atividade no Estado. “Na época, há 30 anos atrás, tínhamos muita dificuldade com a alta inflação e queríamos constituir uma cooperativa de consumo, mas com o projeto de viabilidade de econômica, do qual participei, vimos que não era o mais indicado e sim uma cooperativa de crédito. E assim, com 45 pessoas começamos e hoje sou testemunha que realmente quem coopera cresce e tenho muito orgulho de fazer parte desse sistema de sucesso”, conta Maura.

 

“Nos últimos anos, o cooperativismo de crédito tem apresentando um crescimento importante no Brasil. Apesar disso, se compararmos com outros países onde o cooperativismo de crédito tem mais representatividade no sistema financeiro, como na Alemanha, França e Irlanda, por exemplo, temos muitas oportunidades para crescer ainda mais”, comenta Tavares.

 

A participação das cooperativas de crédito no Sistema Financeiro Nacional (SFN) tem registrado um constante incremento no País. Segundo o Panorama do Sistema Nacional de Crédito Cooperativo 2017, divulgado pelo Banco Central (BC), o segmento passa por um processo de consolidação. Em dezembro de 2017, o estudo aponta um total de 9,6 milhões de associados no Brasil, crescimento de 8% em relação a dezembro de 2016, e a existência de 967 cooperativas de crédito singulares distribuídas pelo País, que contam hoje com 5.896 agências.

 

“Como uma das maiores instituições financeiras cooperativas brasileiras, acreditamos no potencial de crescimento do cooperativismo de crédito no Brasil e investimos na ampliação da atuação nacional, mediante a abertura de agências em grandes centros e expansão para estados das regiões Norte e Nordeste, no estado de Minas Gerais e no Distrito Federal. Além dessa expansão, mantemos a atuação em pequenos municípios e investimos continuamente em tecnologia, visando oferecer aos já associados produtos e serviços também em ambientes digitais, além de atrair novos associados”, afirma o presidente da SicrediPar, Manfred Alfonso Dasenbrock.

 

Nesse sentido, o Sicredi está contemplando um processo de modernização cujo objetivo é proporcionar uma vivência cada vez mais “Fisital”, uma troca de experiências do mundo físico para o digital e vice-versa. Ou seja, usar a tecnologia para ampliar o contato com as pessoas.



Untitled Document
Últimas Notícias
Fundação Cultural de Naviraí lança Projeto Ciranda En Art 2019
Reeducandos de Naviraí se capacitam em Teologia Livre
Grupo armado invade fazenda e queima máquinas na fronteira
Untitled Document