Untitled Document
QUARTA-FEIRA, 26 DE JUNHO DE 2019
18 de DEZEMBRO de 2018 | Fonte: Correio do Estado

Estrangeiros são donos de 679 áreas em Mato Grosso do Sul

Dados apontam que são 269 mil hectares de terras em 70 municípios
Reflorestamento é um dos setores com maior presença de estrangeiros no Estado (Foto: Valdenir Rezende / Correio do Estado)

Mato Grosso do Sul tem 679 propriedades em nome de estrangeiros. Ao todo, são 269.425 hectares de terras ou o equivalente em extensão territorial a quase o município de Terenos. O montante se estende por 70 municípios. Portugal, Japão, Espanha, Paraguai e Líbano são as principais origens dos proprietários e essas terras têm como principal uso a pecuária, a agricultura e o reflorestamento.

 

Os dados constam de reportagem publicada ontem pelo O Estado de São Paulo, que obteve os números de um cruzamento de informações feito pelo jornal a partir do Sistema Nacional de Cadastro Rural (SNCR), banco de dados administrado pelo Incra, órgão responsável pelo controle da aquisição e do arrendamento de imóveis rurais por estrangeiros no Brasil. 

 

De acordo com a matéria, existem hoje no País 28.323 propriedades de terra em nome de estrangeiros. Juntas, essas áreas somam 3,617 milhões de hectares. Seria o mesmo que dizer que, atualmente, uma área do território nacional quase equivalente à do estado do Rio de Janeiro está nas mãos de estrangeiros. Desse total, 1,293 milhão de hectares estão em nome de pessoas físicas, enquanto os demais 2,324 milhões de hectares aparecem em nome de empresas. A presença internacional é notada em 3.205 municípios, ou seja, o investidor estrangeiro já está presente em 60% dos municípios do Brasil. 



Untitled Document
Últimas Notícias
Mesmo com quarta-feira chuvosa, Caravana da Saúde faz milhares de procedimentos
IEL está com inscrições abertas para curso sobre interpretação e implantação de ISO 9001
Defesa Civil alerta para risco de chuvas intensas em 47 municípios de Mato Grosso do Sul
Untitled Document