Untitled Document
QUARTA-FEIRA, 26 DE JUNHO DE 2019
10 de DEZEMBRO de 2018 | Fonte: Agência Brasil

Novo crediário para cartão é estudado para 2019, diz Febraban

Entidade está empenhada em debater como baixar os juros no Brasil.
Murilo Portugal, presidente da Federação Brasileira de Bancos(Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)

Em entrevista exclusiva à Agência Brasil, o presidente da Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) , Murilo Portugal, revela que está sendo discutido um novo tipo de financiamento ao consumo, previsto para ser implantado em 2019, que estabelece um crediário no cartão de crédito – que seria disponibilizado no ato da compra, com prazo mais longo e com juros cobrados ao usuário do cartão. Esta é uma das medidas pensadas para diminuir os altos juros dos cartões de crédito.

 

As propostas da Febraban para baixar os juros no Brasil estão descritas no livro sobre o tema, distribuído online gratuitamente, que acaba de ser lançado pela entidade. Nesta entrevista por e-mail, Murilo Portugal avalia que “o custo do dinheiro no Brasil é mais alto do que em outros países, assim como muitos outros produtos aqui também são mais caros: carros, roupas, celulares. Segundo ele,  “os custos que os bancos têm para emprestar representam 91% da taxa de juros.”

 

O presidente da Febraban vê com otimismo o ano de 2019. Julga que haverá retomada em ritmo mais forte do crescimento da atividade econômica, bem como do crédito -  principalmente se for feita a reforma da Previdência. Ele avalia como positiva a proposta do novo governo de independência do Banco Central. “[Isso] Sinaliza ao mercado que a autoridade monetária trabalhará sem interferência políticas, concentrada em seu objetivo de garantir a estabilidade financeira e o poder de compra da moeda”, afirmou.



Untitled Document
Últimas Notícias
Defesa Civil alerta para risco de chuvas intensas em 47 municípios de Mato Grosso do Sul
Alegria e reconhecimento marcam a solenidade de comemoração dos 40 anos da ALMS
Daniel Alves tem três propostas e Europa como prioridade sobre Brasil ou China
Untitled Document