Untitled Document
QUARTA-FEIRA, 20 DE MARÇO DE 2019
03 de DEZEMBRO de 2018 | Fonte: Da redação

Setor industrial coloca Naviraí como a primeira do interior e segunda no estado em contratações

De janeiro a outubro Naviraí teve saldo positivo de 468 contratações no setor industrial, ficando atrás apenas de Campo Grande.

Em Mato Grosso do Sul, de janeiro a outubro de 2018, 128 atividades industriais apresentaram saldo positivo de contratação, proporcionando a abertura de 5.580 vagas, com destaque para fabricação de álcool (+903), construção de edifícios (+742), obras de engenharia civil não especificadas (+476), abate de suínos e aves e outros pequenos animais (+376). Os dados oficiais são levantamento do Radar Industrial da Fiems.

 

Em relação aos municípios, constatou-se que em 49 deles as atividades industriais registraram saldo positivo de contratação de janeiro a outubro de 2018, proporcionando a abertura de 4.619 vagas, com destaque para Campo Grande (+1.564), Naviraí (+468), Dourados (+306), Paranaíba (+272), Ponta Porã (+196), Sidrolândia (+150), Eldorado (+143), Aparecida do Taboado (+140), Nova Andradina (+123), Maracaju (+118), Nioaque (+111) e Chapadão do Sul (+109).

Inaugurada em junho, Usina Rio Amambai iniciou atividades em Naviraí gerando 1140 empregos, sendo 760 empregos direto e 380 indiretos (Foto: Folha de Naviraí/Jr Lopes)

Nessas cidades, as atividades que mais contribuíram foram fabricação de álcool (+755), construção de edifícios (+752), obras de engenharia civil não especificadas (+478), abate de reses, exceto suínos (+303), abate de suínos, aves e outros pequenos animais (+282) e fabricação de açúcar em bruto (+226).

 

Por outro lado, 83 atividades industriais apresentaram saldo negativo, sobressaindo obras para geração e distribuição de energia elétrica e para telecomunicações (-560), construção de rodovias e ferrovias (-442), montagem de instalações industriais e de estruturas metálicas (-216) e confecção de peças do vestuário, exceto roupas íntimas (-129).

 

Em 25 municípios as atividades industriais registraram saldo negativo de janeiro a outubro de 2018, proporcionando o fechamento de 1.617 vagas, sobressaindo as cidades de Três Lagoas (-613), Angélica (-288), Água Clara (-192), Corumbá (-122) e São Gabriel do Oeste (-106).

 

As atividades que mais contribuíram para este saldo negativo foram obras para geração e distribuição de energia elétrica e para telecomunicações (-419), fabricação de açúcar em bruto (-277), construção de rodovias e ferrovias (-229), montagem de instalações industriais e de estruturas metálicas (-202), confecção de peças do vestuário, exceto roupas íntimas (-110) e fabricação de biscoitos e bolachas (-109).

 

MS

O setor industrial de Mato Grosso do Sul, que é composto pelas indústrias de transformação, de extrativismo mineral, de construção civil e de serviços de utilidade pública, já registra saldo positivo de 3.002 novos postos de trabalho no período de janeiro a outubro deste ano, resultante de 49.106 contratações e 46.104 demissões, conforme levantamento do Radar Industrial da Fiems. Além disso, somente em outubro, o saldo positivo é de 247 vagas, resultado de 4.546 contratações e 4.299 demissões. (***Com informações da Diretoria de Comunicação e Marketing-DICOM da Fiems)



Untitled Document
Últimas Notícias
Deputado Herculano Borges faz entrega de emendas e reuniões na Região Sul
EFS Ronan Marques, em Naviraí, realiza ação para saúde da mulher
Escolas do Sesi de Mato Grosso do Sul vão participar da maior feira científica do Brasil
Untitled Document