Untitled Document
SÁBADO, 16 DE FEVEREIRO DE 2019
10 de SETEMBRO de 2018 | Fonte: Correio do Estado

Sem cumprir obrigações, MSVia vê movimento e receita crescerem

Greve dos caminhoneiros não prejudicou concessionária, que teve faturamento 8% maior no 2º trimestre.
Veículos comerciais, sobretudo caminhões, foram os responsáveis pelo movimento maior na BR-163 no primeiro semestre (Foto: Valdenir Rezende / Correio do Estado)

Mesmo em meio à greve dos caminhoneiros, manifestação que reduziu drasticamente o fluxo de veículos nas rodovias brasileiras no último mês de maio, a MSVia, que administra a BR-163, foi a única subsidiária do grupo CCR a constatar aumento no movimento, e reforço na receita com a cobrança de pedágio. 

 

O faturamento no segundo trimestre deste ano, quando as nove praças da empresa arrecadaram R$ 64,4 milhões, foi 8% maior que no mesmo período do ano passado, quando a receita foi de R$ 59,7 milhões. Os bons números contrastam com as dificuldades alegadas pela empresa para prosseguir com as obras de duplicação da via. 

 

No semestre, os números também são positivos e os porcentuais apresentados pela  MSVia superiores aos de grandes rodovias operadas pelo grupo, como o complexo Anhanguera-Bandeirantes, em São Paulo, e a Via Dutra, que liga a capital paulista ao Rio de Janeiro (RJ). A receita no primeiro semestre deste ano na estrada sul-mato-grossense foi de R$ 136,2 milhões, 9,8% a mais que os R$ 124,1 milhões do mesmo período de 2017. 

 

O volume de veículos que passou pelas praças de pedágio da BR-163 nos primeiros seis meses deste ano foi de 20.766.527, quantia 2,8% maior que os 20.206.727 do primeiro semestre de 2017. 



Untitled Document
Últimas Notícias
Associação Comercial de Naviraí promove reunião sobre segurança no comércio
Bolsonaro define idades mínimas de 62 anos para mulheres e 65 para homens
CBF divulga datas e horários dos jogos da segunda fase da Copa do Brasil
Untitled Document