Untitled Document
QUINTA-FEIRA, 16 DE AGOSTO DE 2018
11 de JUNHO de 2018 | Fonte: Assessoria

Custo mais alto da geração de energia requer mais cuidados contra o desperdício

Bandeira tarifária para este mês de junho será vermelha (patamar 2) com custo de R$ 5 a cada 100 kWh (quilowatts-hora) consumidos.
Combater o desperdício é um hábito que vale para qualquer época do ano (Foto: Agência Brasil)

A redução das chuvas faz aumentar o custo de geração de energia elétrica e exige do consumidor atenção redobrada no consumo. Mais que nunca, é importante o uso consciente, a economia e a adoção de cuidados contra o desperdício, orienta a Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agepan).

 

Conforme divulgado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a bandeira tarifária para este mês de junho será vermelha (patamar 2) com custo de R$ 5 a cada 100 kWh (quilowatts-hora) consumidos.

 

Com o fim do período úmido, os reservatórios do Sul apresentaram redução de volume provocando o aumento do risco hidrológico (GSF) e o preço da energia no mercado de curto prazo (PLD), duas variáveis que determinam a cor da bandeira a ser acionada. Além disso, a previsão de chuvas é baixa quando comparada à média histórica. Com menos água nos reservatórios, aumenta o uso de usinas termelétricas, que geram energia a um custo maior.

 

Combater o desperdício é um hábito que vale para qualquer época do ano. Com o custo da geração elevado, esse cuidado deve ser ainda maior. Ficar atento a algumas atitudes pode ajudar a controlar o gasto e evitar grandes aumentos na conta de luz.



Untitled Document
Últimas Notícias
Artista plástico de MS constrói parque de diversões com sucata no quintal de casa
Homem morre ao volante do carro em Dourados
Feridos em explosão na UFRJ estão fora de risco
Untitled Document