Untitled Document
SÁBADO, 23 DE JUNHO DE 2018
11 de JUNHO de 2018 | Fonte: Assessoria

Custo mais alto da geração de energia requer mais cuidados contra o desperdício

Bandeira tarifária para este mês de junho será vermelha (patamar 2) com custo de R$ 5 a cada 100 kWh (quilowatts-hora) consumidos.
Combater o desperdício é um hábito que vale para qualquer época do ano (Foto: Agência Brasil)

A redução das chuvas faz aumentar o custo de geração de energia elétrica e exige do consumidor atenção redobrada no consumo. Mais que nunca, é importante o uso consciente, a economia e a adoção de cuidados contra o desperdício, orienta a Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agepan).

 

Conforme divulgado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a bandeira tarifária para este mês de junho será vermelha (patamar 2) com custo de R$ 5 a cada 100 kWh (quilowatts-hora) consumidos.

 

Com o fim do período úmido, os reservatórios do Sul apresentaram redução de volume provocando o aumento do risco hidrológico (GSF) e o preço da energia no mercado de curto prazo (PLD), duas variáveis que determinam a cor da bandeira a ser acionada. Além disso, a previsão de chuvas é baixa quando comparada à média histórica. Com menos água nos reservatórios, aumenta o uso de usinas termelétricas, que geram energia a um custo maior.

 

Combater o desperdício é um hábito que vale para qualquer época do ano. Com o custo da geração elevado, esse cuidado deve ser ainda maior. Ficar atento a algumas atitudes pode ajudar a controlar o gasto e evitar grandes aumentos na conta de luz.



Untitled Document
Últimas Notícias
Homem é assassinado ao tentar defender filho
PRF testa novo bafômetro em MS
Mais de 25 mil trabalhadores podem sacar o PIS
Untitled Document