Untitled Document
SEGUNDA FEIRA, 18 DE JUNHO DE 2018
30 de MAIO de 2018 | Fonte: Correio do Estado

Governo deixa de arrecadar R$ 178 milhões e folha pode ser impactada

aralisação dos caminhoneiros causou prejuízos ao Estado, segundo Azambuja

Mato Grosso do Sul já deixou de receber R$ 178 milhões referentes ao Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), por conta da paralisação dos caminhoneiros e a folha de pagamento dos servidores estaduais do mês de maio pode ser impactada, segundo informou hoje o governador Reinaldo Azambuja (PSDB). 

Azambuja se reuniu hoje com representantes dos setores produtivo e de transportes - Foto: Renata Volpe Haddad / Correio do Estado

Conforme Azambuja afirmou, além dos valores que deixaram de ser arrecadados, o setor industrial contabiliza perda de R$ 100 milhões por dia e o agronegócio de R$ 80 milhões, já que indústrias, frigoríficos e várias atividades da pecuária e agricultura tiveram que ser suspensas por dificuldades de produção.

 

Ainda segundo informações do Governo, o Estado já tem 10 milhões de aves e mais 300 mil suínos prontos para abates passando fome nas granjas. Os prejuízos somam mais de R$ 1 bilhão já computados oficialmente.

 

Com tantos débitos, o governador admitiu que existe uma preocupação em relação à folha de pagamento do mês de maio. Os servidores poderiam ser afetados pela crise.

 

“Tem uma preocupação. Tanto que eu já falei com os poderes constituintes para que apertem o cinto, porque estamos em um momento de turbulência. Quanto mais demorar pra reestabelecer o ir e vir de mercadorias, mais difícil fica [pagar a folha], porque MS sobrevive de ICMS”, declarou Azambuja.



Untitled Document
Últimas Notícias
Senai abre matrículas para preencher 1,5 mil vagas em 15 cursos técnicos
Usina de álcool reabre com apoio do Governo e gera mais de mil empregos em Naviraí
Arbitragem de Brasil x Suíça foi correta, diz Fifa
Untitled Document