Untitled Document
SEGUNDA FEIRA, 22 DE OUTUBRO DE 2018
30 de MAIO de 2018 | Fonte: Correio do Estado

Governo deixa de arrecadar R$ 178 milhões e folha pode ser impactada

aralisação dos caminhoneiros causou prejuízos ao Estado, segundo Azambuja

Mato Grosso do Sul já deixou de receber R$ 178 milhões referentes ao Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), por conta da paralisação dos caminhoneiros e a folha de pagamento dos servidores estaduais do mês de maio pode ser impactada, segundo informou hoje o governador Reinaldo Azambuja (PSDB). 

Azambuja se reuniu hoje com representantes dos setores produtivo e de transportes - Foto: Renata Volpe Haddad / Correio do Estado

Conforme Azambuja afirmou, além dos valores que deixaram de ser arrecadados, o setor industrial contabiliza perda de R$ 100 milhões por dia e o agronegócio de R$ 80 milhões, já que indústrias, frigoríficos e várias atividades da pecuária e agricultura tiveram que ser suspensas por dificuldades de produção.

 

Ainda segundo informações do Governo, o Estado já tem 10 milhões de aves e mais 300 mil suínos prontos para abates passando fome nas granjas. Os prejuízos somam mais de R$ 1 bilhão já computados oficialmente.

 

Com tantos débitos, o governador admitiu que existe uma preocupação em relação à folha de pagamento do mês de maio. Os servidores poderiam ser afetados pela crise.

 

“Tem uma preocupação. Tanto que eu já falei com os poderes constituintes para que apertem o cinto, porque estamos em um momento de turbulência. Quanto mais demorar pra reestabelecer o ir e vir de mercadorias, mais difícil fica [pagar a folha], porque MS sobrevive de ICMS”, declarou Azambuja.



Untitled Document
Últimas Notícias
Reunião define prazo para regularização de casas da Vila Industrial em Naviraí
Semana na ALMS tem sessão solene, plenárias e CCJR
Abstenção em MS elegeria nove vezes o deputado eleito menos votado no Estado
Untitled Document