Untitled Document
SEGUNDA FEIRA, 17 DE DEZEMBRO DE 2018
12 de ABRIL de 2018 | Fonte: Campo Grande News

Governo convoca 2,3 mil segurados de MS para revisão de benefícios do INSS

Marcação deve ser feita pelo telefone 135 até o dia 4 de maio. No Estado são 514 convocados por auxílio-doença e 1.795 por aposentadoria por invalidez
Fila de atendimento antes do fim do cadastro da biometria (Foto: Paulo Francis/Arquivo)

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) convocou nesta quinta-feira (12) 2.309 beneficiários de Mato Grosso do Sul que recebem auxílio-doença ou aposentadoria por invalidez para agendar a perícia de revisão. Em todo o Brasil são 152,2 mil pessoas chamadas.

 

De acordo com o INSS, não é necessário ir até às agências. A marcação deve ser feita pelo telefone 135 até o dia 4 de maio. No Estado são 514 convocados por auxílio-doença e 1.795 por aposentadoria por invalidez. Os nomes dos convocados foram publicados no Diário Oficial da União (clique aqui). 

 

Os beneficiários convocados por edital não foram encontrados ou não realizaram o agendamento do prazo determinado na convocação de março. Quem não atender a convocação ou não comparecer na data agendada terá o benefício suspenso.

 

A partir da suspensão, o beneficiário tem até 60 dias para procurar o INSS e agendar a perícia. Se não procurar o INSS no prazo, o benefício será cancelado. Na data marcada para a realização da avaliação, o segurado deve levar a documentação médica que justifique o recebimento do benefício, como atestados, laudos, receitas e exames.

 

O objetivo do pente-fino do governo federal, iniciado em 2016, é fazer uma avaliação para verificar se essas pessoas ainda fazem jus ao benefício. Passarão pela revisão os beneficiários de auxílio-doença que estão há mais de dois anos sem passar por uma perícia médica e para os aposentados por invalidez com menos de 60 anos.



Untitled Document
Últimas Notícias
Prefeitura de Naviraí antecipa e quita o 13º salário dos servidores nesta sexta
Forcell Celulares agora é franqueada Conserta Smart em Naviraí
Após 2 anos foragido, indígena é preso por tortura de policiais
Untitled Document