Untitled Document
SÁBADO, 21 DE ABRIL DE 2018
06 de ABRIL de 2018 | Fonte: Correio do Estado

Sem-terra liberam BR-262 depois de quatro horas

Congestionamento na BR-262 por causa do bloqueio (Foto: Valdir Montserrat Spindola/Direto das Ruas)

Os sem-terra liberaram a BR-262, interditada em protesto pela prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A manifestação durou cerca de quatro horas e congestionamentos de até três quilômetros se formaram em alguns pontos. Outras rodovias continuam bloqueadas. 

 

Foi impedido o tráfego na BR-262 perto da entrada para Dois Irmãos do Buriti; na BR-267 perto do distrito de Casa Verde e na BR-487 perto de Itaquiraí, esta última ainda não confirmada pela PRF (Polícia Rodoviária Federal). Inicialmente o movimento havia afirmado que o bloqueio seria na BR-163, mas depois corrigiu a informação.

 

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) acompanhou a situação, mas sem qualquer tipo de intervenção. De hora em hora, o grupo deixava os veículos seguirem durante dez minutos e depois voltava a montar as barricadas.

 

Muitos cidadãos perderam compromissos profissionais e particulares. Alguns decidiram voltar, principalmente caminhoneiros que levavam produtos perecíveis.

 

Na BR-262, não havia sinal de celular e a única opção era o orelhão do posto Corrente, onde fica o restaurante Redondo. “O pessoal da minha empresa achou que tinha acontecido alguma coisa com a gente na estrada. Nós tivemos que vir a pé até aqui para ligar”, afirmou ao Campo Grande News a publicitária Deise Avanci, 46 anos.

 

Ela tinha um serviço agendado com uma rede de lojas de materiais de construção em Aquidauana na manhã desta sexta-feira e não conseguiu chegar no horário marcado porque ficou parada no meio do caminho graças ao protesto.

 

Marina Ricardo Nunes, que faz parte da direção nacional do MST, afirma que os três atos reúnem 370 pessoas que consideram arbitrária a decisão do juiz Sérgio Moro que determinou a detenção do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Slva.

 

A PRF acompanha a situação, aparentemente sem nenhuma intervenção. Ela recomenda aos motoristas que precisem passar pelos trechos interditados que deixem a viagem para a tarde, quando pela experiência em situações semelhantes, os manifestantes dispersam.

 

A polícia também pede aos condutores que tenham cuidado ao se depararem com a fila de veículos, já que um bloqueio foi a causa da morte de três pessoas em Sergipe.



Untitled Document
Últimas Notícias
Mutirão de limpeza em Navirai recolhe 200 toneladas de entulho
Você pode ter direito a quase R$ 10 mil para reformar sua casa
TRE-MS encerra hoje inscrições de processo seletivo para estágio
Untitled Document