Untitled Document
QUINTA-FEIRA, 19 DE JULHO DE 2018
06 de ABRIL de 2018 | Fonte: Correio do Estado

Governo do Estado autoriza concurso com 170 vagas para peritos da Polícia Civil

Segundo informações do sindicato, contratações não ocorriam há 15 anos

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) assinou, nesta sexta-feira (6), uma autorização para abertura de concurso público para peritos e papiloscopistas em Mato Grosso do Sul. A previsão é de 170 vagas, sendo 40 para médicos legistas, 40 para peritos criminais, 40 para papiloscopistas e 50 para agentes de polícia científica.

Segundo Giancarlo Miranda concurso é reivindicação antiga da categoria (Foto: Bruno Henrique/Correio do Estado)

De acordo com Giancarlo Corrêa Miranda, presidente do Sindicato dos Policiais Civis em Mato Grosso do Sul (Sinpol-MS), há aproximadamente 15 anos não era realizado um concurso do tipo no Estado.

 

“O Sinpol tem reivindicado, os servidores da perícia tem reivindicado esse concurso”, declarou ele, sobre a autorização para abertura do processo e contratação de novos peritos papiloscopistas e criminais. “Toda a área pericial será preenchida com essas vagas”.

 

Durante o evento de assinatura de autorização para o concurso, na governadoria, Reinaldo Azambuja assinou também a alteração na Lei Orgânica da Polícia Civil, referente a promoção. Antes, os critérios para promoção consistiam em: ter pelo menos dois anos na classe, fazer cursos necessários e haver disponibilidade de vagas. Com a mudança, o policial precisa completar cinco anos na classe, fazer os cursos e, com isso, passe a ser habilitado, automaticamente, para a promoção.

 

"Antes, 80% eram promovidos por critério de antiguidade e 20% por merecimento, o que dava muita margem para promoções de caráter político", disse o presidente Giancarlo. Já o governador declarou que "agora, vai ser promovido, por merecimento, aquele policial que honra o cumprimento de suas funções".

 

Foram alterados ainda os dispositivos de promoção e reclassificação dos agentes penitenciários. "Uma das primeiras medidas foi zerar a fila das carreiras de Polícia Militar e Bombeiro Militar. Em um momento em que o País vive explosão de violência e vários estados encontram dificuldades para honrar com seus compromissos, Mato Grosso do Sul vai na via contrária, investindo na estrutura de trabalho do policial e reduzindo os índices de criminalidade", pontuou Azambuja.

 

POLÍCIA CIVIL

No ano passado, foi realizado um concurso para a Polícia Civil em Mato Grosso do Sul. Ao todo, foram ofertadas 210 vagas, sendo 100 para o cargo de investigador, 80 para escrivão e outras 30 para delegado.

 

O ato de assinatura da autorização da abertura de concurso público para Perito e Papiloscopista ocorre na sala de reuniões do gabinete na Governadoria, localizada no Parque dos Poderes, em Campo Grande. 



Untitled Document
Últimas Notícias
Brasileiro chefe do PCC preso em Assunção tinha ajuda de policial paraguaio
São Paulo vende 47 mil ingressos para Majestoso no Morumbi
Soja responde por 16% das exportações brasileiras no semestre
Untitled Document