Untitled Document
QUINTA-FEIRA, 19 DE JULHO DE 2018
03 de ABRIL de 2018 | Fonte: Agência Brasil

Indústria fecha bimestre com crescimento de 4,3%, diz IBGE

Produção industrial teve em janeiro e fevereiro expansão de 4,3% na comparação com primeiro bimestre de 2017, a maior alta para um primeiro bimestre desde os 4,7% de 2011 (Foto: Arquivo/Agência Brasil)

A produção industrial brasileira fechou os dois primeiros meses do ano com crescimento acumulado de 4,3% na comparação com o primeiro bimestre de 2017, a maior alta para um primeiro bimestre desde os 4,7% de crescimento verificado em 2011.

 

A informação é do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que divulgou hoje (3), no Rio de Janeiro, a Pesquisa Industrial Mensal Produção Física Brasil (PIM-PF Brasil) de fevereiro, quando o parque fabril fechou com expansão de 0,2% frente a janeiro, na série com ajuste sazonal, impulsionado pelo comportamento do segmento de bens duráveis.


Crescimento veio depois de queda

Os dados indicam que o crescimento de fevereiro ocorre depois de uma queda de 2,2% em janeiro, comparativamente a dezembro do ano passado, interrompendo uma série de quatro resultados positivos consecutivos.

 

Em relação a fevereiro de 2017, na série sem ajuste sazonal, a indústria cresceu 2,8%. É a décima taxa positiva consecutiva na base de comparação e a menos acentuada desde os 2,6% de setembro de 2017. Já o acumulado nos últimos 12 meses avançou 3%, também o melhor resultado desde os 3,6% de junho de 2011.

 

Para o IBGE, o crescimento de 2,8% na comparação fevereiro 2018/fevereiro 2017 é a décima taxa positiva consecutiva da produção industrial, impulsionada pela alta de 15,6% na produção de bens de consumo duráveis.



Untitled Document
Últimas Notícias
Brasileiro chefe do PCC preso em Assunção tinha ajuda de policial paraguaio
São Paulo vende 47 mil ingressos para Majestoso no Morumbi
Soja responde por 16% das exportações brasileiras no semestre
Untitled Document