Untitled Document
SÁBADO, 18 DE AGOSTO DE 2018
24 de FEVEREIRO de 2018 | Fonte: Lance Net!

Com golaço e polêmica, Corinthians encerra invencibilidade do Palmeiras

Corinthians vence o Palmeiras pela quarta vez seguida e reabilita-se de três tropeços. Jogo teve golaço de Rodriguinho e polêmica em marcação de pênalti e expulsão de Jailson.
Clayson comemora o segundo gol do Corinthians (Foto: Lancepress)

O Corinthians acabou com a invencibilidade do Palmeiras, neste sábado (24/02), em Itaquera, pela nona rodada do Paulistão. Em jogo com golaço e polêmica, o Timão venceu o quarto Dérbi seguido, por 2 a 0, e reabilitou-se após três tropeços. Já o Verdão, que tinha seis vitórias e dois empates, agora acumula três jogos sem vitória.

 

O Palmeiras, por sua vez, segue confortável na liderança geral do Paulistão, com 20 pontos. O Corinthians voltou a ser o segundo, com 16 pontos, mas pode ser ultrapassado pelo Santos neste domingo.

 

Que esquema foi esse?

O Corinthians surpreendeu ao entrar em campo em um esquema sem centroavante, numa espécie de 4-2-4, com Romero e Clayson abertos em cada ponta e Jadson e Rodriguinho por dentro. A formação era parecida com a do Timão campeão da Libertadores em 2012.

 

O Palmeiras, em seu tradicional 4-1-4-1, demorou para entender o esquema adversário e ajustar a marcação. Após os primeiros minutos, porém, o Verdão bloqueou o adversário.

 

Golaço!

O Timão sofria com a falta de profundidade, mas conseguiu abrir o placar com um golaço. A equipe ficou com a bola por 1 minuto e 23 segundos, com 28 passes trocados, até Rodriguinho receber, deixar Borja e Antônio Carlos no chão e chutar com calma. 

 

Cássio sai bem

Antes do gol corintiano, o Palmeiras havia tido as duas melhores chances, ambas com Borja. Após um chute para fora, o colombiano foi lançado, mas viu Cássio sair em seus pés. Um lance praticamente igual aconteceu na etapa final, com o goleiro corintiano também salvando.

 

Polêmica

O segundo tempo teve um lance recheado de polêmicas. Após chute de Rodriguinho, a bola sobrou para Renê Júnior, que foi travado por Jailson. A jogada prosseguiu e terminou com finalização para fora de Henrique.

 

Alguns segundos depois, porém, o árbitro Raphael Claus marcou pênalti e expulsou Jailson. Isso porque o goleiro levantou muito o pé na hora de travar Renê Júnior. O pênalti foi claro, mas o cartão vermelho foi discutível. O que chamou a atenção foi o fato de o quarto árbitro ter avisado o juiz, com demora, de uma posição menos favorável no campo. Na cobrança, já com Fernando Prass, que entrou no lugar de Lucas Lima, Jadson chutou para fora. 

 

Agora entrou!

O Corinthians teve outro pênalti, quando Rodriguinho foi derrubado por Dudu. Sem Jadson, que já havia sido substituído, Clayson foi para a bola e marcou o segundo gol do Timão, acabando com qualquer chance de recuperação palmeirense. O jogo ficou na mão do time da casa até o fim. O árbitro encerrou o clássico com três de minutos de acréscimos, mesmo tendo sinalizado seis.



Untitled Document
Últimas Notícias
Cocamar inaugura loja em Naviraí em outubro
Funasa libera 1ª parcela para implantação de água potável no Assentamento Juncal
Azambuja pede que Justiça responsabilize outros gestores por atraso no Aquário
Untitled Document