Untitled Document
SÁBADO, 18 DE AGOSTO DE 2018
07 de FEVEREIRO de 2018 | Fonte: Campo Grande News

Cúpula da Polícia Federal tem mudanças em MS

Delegado Luciano Menin vai comandar setor de investigação e combate ao crime organizado
Cleo Mazzotti será delegado regional executivo. (Foto: André Bittar)

Com novo superintendente nomeado desde 31 de janeiro, mas ainda sem tomar posse, a cúpula da PF (Polícia Federal) tem mudanças em Mato Grosso do Sul. Nesta quarta-feira (dia 7), foi publicada no Diário Oficial da União a nomeação do delegado Luciano Menin para comandar o setor de investigação e combate ao crime organizado.

 

Menin já integrou a equipe da Lava Jato e vai substituir o delegado Cleo Mazzotti, que primeiro assumiu o comando da PF como interino e agora foi designado como delegado regional executivo. Ele vai atuar num segmento mais administrativo, pois cabe a essa delegacia controle de produtos químicos, registros de armas e setor de imigração.

 

Até então, o cargo era ocupado por Caio Pellin, que assumiu a superintendência da Polícia Federal em Rondônia.

 

Flores – A portaria com a nomeação de Luciano Flores de Lima como superintendente da Polícia Federal em Mato Grosso do Sul foi publicada em 31 de janeiro.

 

Ele ainda não assumiu o cargo. Flores já atuou como superintendente da PF do Espírito Santo e, em março de 2016, foi o delegado que participou da condução coercitiva e do interrogatório do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

 

Números – Em 2017, a PF apreendeu R$ 336 milhões no Estado, a soma inclui bens e dinheiro. Do total 77% são da operação Lama Asfáltica. Realizadas em maio e novembro, as etapas Máquinas de Lama e Papiros de Lama correspondem a R$ 260 milhões.

 

A Lama Asfáltica investiga desvio de dinheiro na gestão do ex-governador André Puccinelli (MDB), envolvendo obras, compra de livros e incentivos fiscais.

 

Na sequência, as 44 operações contra o tráfico de drogas resultaram em valores de R$ 27,1 milhões. Em 2017, a Polícia Federal fez 115 operações, com apreensão de 111 toneladas de maconha e 15 toneladas de cocaína. A PF tem unidades em Campo Grande, Corumbá, Dourados, Naviraí, Ponta Porã e Três Lagoas.



Untitled Document
Últimas Notícias
Cocamar inaugura loja em Naviraí em outubro
Funasa libera 1ª parcela para implantação de água potável no Assentamento Juncal
Azambuja pede que Justiça responsabilize outros gestores por atraso no Aquário
Untitled Document