Untitled Document
QUARTA-FEIRA, 23 DE MAIO DE 2018
01 de FEVEREIRO de 2018 | Fonte: Campo Grande News

Onça-parda que virou celebridade já voltou para a natureza

A onça-parda resgatada ontem (31) após passar 24 horas em um pé de jaca em Dourados, a 233 km de Campo Grande, já foi devolvida para a natureza. Após ser capturado por técnicos do Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres), policiais ambientais e homens do Corpo de Bombeiros, o felino foi examinado no laboratório do curso de veterinária da Unigran e em seguida solto.

Onça sendo examinada ontem no laboratório da Unigran, em Dourados (Foto: Divulgação)

O local onde a onça foi solta não foi revelado por medida de segurança do animal, mas informações extraoficiais revelam que a onça foi deixada numa mata de uma fazenda a 80 quilômetros de Dourados.

 

A onça-parda foi vista pela primeira vez na manhã de terça-feira (30) por um menino que brincava na rua na Vila Rosa, região norte da cidade. Em seguida o animal se assustou coma presença de pessoas e subiu no pé de jaca e ficou a pelo menos 15 metros de altura.

 

O resgate levou dois dias e só foi concluído no início da tarde de ontem por técnicos do Cras que vieram de Campo Grande para fazer a captura. Pelo menos 11 dardos com tranquilizantes foram disparados na onça até que o animal caiu sobre a rede de proteção e foi capturado.

 

O médico veterinário Namor Pinheiro Zimmermann, doutor em ciência animal e professor da disciplina de animais silvestres no curso de veterinária da Unigran que acompanhou o atendimento, disse que se trata de um macho saudável, na transição da juventude para a idade adulta.

 

Segundo ele, além da conhecida redução do habitat natural, outros fatores contribuíram para a onça chegar ao perímetro urbano, pois essa espécie ocupa um vasto território. Por ser um jovem macho, pode ter sido expulso do espaço ocupado por outro maior e mais forte.



Untitled Document
Últimas Notícias
Caminhão roubado é encontrado em Juti com 274 quilos de maconha
Possível contratação de Vagner Love divide Flamengo
Pesquisa da CNI mostra que 76% das indústrias investiram em 2017
Untitled Document