Untitled Document
QUARTA-FEIRA, 18 DE JULHO DE 2018
20 de DEZEMBRO de 2017 | Fonte: Campo Grande News

Rodovias federais que passam por MS estão sem radares no final de ano

Parte dos radares fixos em rodovias federais de Mato Grosso do Sul não estão funcionando. Ainda assim o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) assegurou que os equipamentos instalados nas travessias urbanas permanecem ativos, em todo o país.

Veículos passaram a ser fiscalizados por radares móveis da PRF (Foto: Arquivo/André Bittar)

No Estado, a falha atinge pontos de fiscalização dispostos em trechos das rodovias BR-060, BR-158, BR-163, BR-262, BR-267, BR-359, BR-376, BR-419 e BR-487.

 

Suspensão dos equipamentos foi associada ao questionamento judicial de licitação, segundo o departamento, por empresas insatisfeitas pelo fim de contrato emergencial. O processo se arrasta desde o ano passado. Assim, a fiscalização fica a cargo da PRF (Polícia Rodoviária Federal), que se utiliza de radares móveis para controle dos limites de velocidade nas vias.

 

O Dnit não especificou quantos dos 3.005 equipamentos inoperantes no país são referentes a rodovias federais sul-mato-grossenses. Este afirmou que radares não podem ser cobertos por material plástico e instaurou processo contra as empresas que adotaram tal prática.

 

Na Justiça – Mandado de segurança da empresa Fotosensores Tecnologia Eletrônico Ltda, de acordo publicação do O Estado de São Paulo, pleiteava anular a disputa alegando, entre outras coisas, não haver estudo técnico sobre pontos de instalação dos equipamentos.

 

Em março, a AGU (Advocacia-Geral da União) conseguiu manter a validade do pregão ao argumentar que a escolha dos locais teve por base indicadores da PRF sobre acidentes.



Untitled Document
Últimas Notícias
Homens recebem 75% das indenizações do DPVAT
Idoso é achado em terreno baldio após sumir
Bandidos invadem paróquia e destroem sacrário
Untitled Document