Untitled Document
SEXTA-FEIRA, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
23 de NOVEMBRO de 2017 | Fonte: Daniel Pedra/ FIEMS

Fiems disponibiliza treinamento sobre gestão de SST na era do e-Social para as indústrias

Treinamento aborda com as empresas como fazer gestão de SST (Saúde e Segurança do Trabalho)
Foto: Divulgação

No próximo dia 1º de janeiro entra em vigor o eSocial, ferramenta desenvolvida pelo Governo Federal vai unificar o envio de informações trabalhistas aos órgãos reguladores. Como a nova medida irá impactar a cultura das indústrias, a Assessoria Sindical da Fiems promove, nesta quinta-feira (23/11), o minicurso “Como fazer a gestão de SST na era do eSocial?”.

 

Segundo o engenheiro de segurança do trabalho e consultor da CNI (Confederação Nacional da Indústria), João Carlos Araújo, o treinamento aborda com as empresas como fazer gestão de SST (Saúde e Segurança do Trabalho), tendo em vista a entrada em vigor desse projeto do Governo Federal.

 

“Essa questão da saúde e segurança tem sido uma preocupação constante das empresas que têm consciência, porque têm impacto na questão financeira das empresas, como multas, processos judiciais. Então o curso traz as informações para que as empresas façam as adequações necessárias enquanto ainda há tempo”, afirmou João Araújo.

 

Na avaliação da advogada do Sesi SST, Karine Ignacio Pinto, muitas empresas ainda estão despreocupadas com as mudanças trazidas com o eSocial. “O prazo para as empresas implementarem o eSocial está chegando ao fim e o novo programa vai exigir uma mudança nos processos internos das empresas, principalmente nos setores de RH, contabilidade e saúde do trabalho. Então esse curso vem para mostrar a necessidade de as empresas se prepararem para esse novo programa”, declarou.

 

A secretária Natani Oliveira, da Cardoso & Cardoso, destacou a importância para o curso. “Cuido também da parte administrativa e não tem mais para onde fugir. O eSocial está chegando e precisamos nos preparar, entender o que é, como fazer essa gestão”, comentou. O engenheiro de segurança do trabalho da Plaenge, Alexandre Lindenberg, também reforçou a necessidade se preparar para essa nova ferramenta.

 

“Sou o coordenador de segurança da empresa e preciso me atualizar sobre o assunto, porque sou o responsável por essa área. Então acho que esse curso é uma oportunidade excelente para entender melhor o eSocial e tirar dúvidas”, disse. Já o contador Jeferson Oikawa, da Etikefix, reforçou que a gestão de SST não é uma opção. “Com essa nova ferramenta, as empresas precisarão preencher todas as informações, inclusive referentes a acidentes de trabalho e afastamentos, então é fundamental buscar informações nesse sentido”, finalizou.



Untitled Document
Últimas Notícias
Senai conclui formaturas e certifica mais 228 alunos em três cidades
Vendas do comércio varejista têm aumento de 1% no MS
Esporte na Escola amplia modalidades em Naviraí e fecha ano com bons resultados
Untitled Document