Untitled Document
SEXTA-FEIRA, 24 DE NOVEMBRO DE 2017
25 de OUTUBRO de 2017 | Fonte: Correio do Estado

Preço médio da gasolina recua, mas o do gás de cozinha dispara em MS

Em quatro semanas, GLP foi reajustado em 4,04%
Preço do gás de cozinha só aumenta - Foto: Divulgação

Mato Grosso do Sul encerrou a penúltima semana de outubro com queda no preço médio da gasolina e do etanol.

 

De acordo com dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), na última semana de setembro, a gasolina era comercializada a um preço médio de R$ 3,807 no Estado. Porém, recuou para 3,719 (-2,31%) até o último levantamento, realizado entre os dias 15 e 21 deste mês.

 

Essa retração também foi registrada no preço médio do etanol, que caiu de R$ 3,120 para R$ 3,063, queda de 1,63%, no mesmo período.

 

Em contrapartida, o preço médio do gás de cozinha aumentou em 4,04%, em média. Há quatro semanas, o valor médio do botijão, de acordo com a ANP, era de R$ 68,95.

 

Já na semana passada, o valor saltou para R$ 71,74 no Estado. E esta projeção de alta deverá se manter em novembro.

 

O aumento no preço do gás de cozinha é resultado da nova política de reajuste da Petrobras. De setembro até agora, foram três reajustes no preço do gás. O mais recente foi registrado no dia 5 de outubro, de 12,9%, o que geraria uma alta de 5,1% para o consumidor caso repassado integralmente. 

 

Já o diesel comum teve alta no período avaliado pela ANP, passando de R$ 3,442, valor médio registrado nos postos de combustíveis na última semana de setembro, para R$ 3,534, até a semana. A alta foi de 2,67%.  Já o diesel S-10 teve queda de 1,25%, caindo de R$ 3,662 para R$ 3,616. 

 

PAUTA FISCAL

A partir do dia 1º do mês que vem, o preço médio ponderado ao consumidor final do gás de cozinha será de R$ 5,3405 o quilo, 2,36% a mais em comparação à tabela anterior (R$ 5,2169). O reajuste das alíquotas do imposto PIS-Cofins foi publicado na edição de ontem do Diário Oficial da União . 

 

De acordo com a nova tabela de preços, além do gás de cozinha, o diesel S-10 também foi reajustado em 0,32%, passando para R$ 3,6956. O valor médio do etanol também se manteve estável, alta de 0,22%, passando de R$ 2,9980 para R$ 3,0047.

 

Em contrapartida, o preço médio da gasolina ao consumidor para fins de tributação recuou de R$ 3,9077 para R$ 3,8683, 1% de retração ou R$ 0,04 a menos.



Untitled Document
Últimas Notícias
Fiems disponibiliza treinamento sobre gestão de SST na era do e-Social para as indústrias
Maioria do STF vota pela restrição ao foro privilegiado para parlamentares
Novo texto da reforma mantém idade mínima de 65 para homens e 62 para mulheres
Untitled Document