Untitled Document
SEXTA-FEIRA, 21 DE JULHO DE 2017
03 de JULHO de 2017 | Fonte: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

Bombeiros alertam para prevenção a queimadas com a chegada do Inverno e estiagem

No período de estiagem, licenças até para queima controlada ficam suspensas e quem insistir na prática tanto na zona rural quanto na área urbana comete crime ambiental.

Com a chegada do Inverno começa o período crítico de queimadas em Mato Grosso do Sul e o Corpo de Bombeiros Militar alerta para os cuidados que a população deve ter para evitar que práticas corriqueiras acabem se transformando em incêndios.

Autorizações de queima controlada são canceladas nesse período (Foto: Divulgação)

Até as autorizações de queima controlada são canceladas nesse período e quem insistir na prática comete crime ambiental, explicou o chefe do Centro de Proteção Ambiental do Corpo de Bombeiros Militar de MS (CBMMS), tenente-coronel Waldemir Moreira Júnior.

 

Segundo ele, recorrer à queimada como forma de limpeza é comum tanto na zona rural quanto na área urbana. No caso da agricultura, a prática é feita mediante licença e com todos os cuidados necessários, inclusive porque o risco de incêndio representa prejuízo para os produtores. Mesmo assim, no período de estiagem ela fica expressamente proibida. “Porque mesmo a queimada controlada pode se tornar um grande incêndio florestal”, explica.

 

Já no caso da área urbana, o problema fica por conta do hábito cultural de limpar terrenos baldios e atear fogo ou até juntar folhas no quintal para queimar. “Parece inofensivo, mas todo mundo fazendo isso na cidade aquilo vai se acumulando no ambiente e fica aquele clima seco e com muita fumaça que só vai começar a se dissipar quando começar a chover em outubro”, detalhou o chefe do Centro de Proteção Ambiental do Corpo de Bombeiros Militar

 

Além da poluição ambiental, ele destaca os malefícios para a saúde da população, como o aumento na incidência de problemas respiratórios. Isso porque as massas de ar seco impedem que a fumaça seja dissipada.

Tenente-coronel Waldemir Moreira Júnior fala sobre o início do período de estiagem, marcado pelo Inverno no MS (Foto: ALMS)

Seja qualquer a causa ou motivação, a pessoa que praticar a queima nesse período do ano poderá ser enquadrada por crime ambiental, tanto com base em legislações federais quanto em regulamentos estaduais e municipais. Proprietários de terrenos vazios têm a obrigação de mantê-los limpos sendo vedado o uso de queimadas para limpeza. “Justamente como forma de prevenção para não sair do controle”, enfatizou.

 

Prevenção

Entre as recomendações para evitar incêndios no período crítico do ano estão: não colocar fogo sob hipótese nenhuma; criar aceiros nos terrenos, com limpeza da vegetação num espaço de 1,5 metros ao redor para evitar que incêndios vizinhos consigam se propagar; recolher as folhas secas em sacos de lixo; e não jogar bitucas de cigarro em locais onde há vegetação que possa servir de combustível. (**Texto: Danúbia Burema – Subsecretaria de Comunicação)



Untitled Document
Últimas Notícias
Projeto obriga preso a pagar por tornozeleira
Após reunião, presidente em exercício demite Gallo do Vitória
Atlético-MG anuncia Rogério Micale como novo treinador
Untitled Document