Untitled Document
SEXTA-FEIRA, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
08 de JUNHO de 2017 | Fonte: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

Governo do Estado lança concurso público da Polícia Civil com 210 vagas

Governador fez o anuncio durante visita à Nova Andradina (Foto: Divulgação)

O Governo do Estado lançou nesta quarta-feira (7) o concurso público da Polícia Civil, que oferecerá um total de 210 vagas, sendo 30 delas para o cargo de delegado, 100 para escrivão e 80 para investigador. O salário oferecido para delegado é de R$ 14.978,26, enquanto o vencimento para escrivão e investigador fica em R$ 3.888,26, mais abono de R$ 300.

 

A publicação do edital será realizada nesta quinta-feira (8) no DOE-MS (Diário Oficial do Estado de Mato Grosso do Sul), conforme anunciou o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), em visita realizada à Nova Andradina hoje. A realização do concurso ainda neste ano é uma promessa do governo estadual.

 

O período de inscrição deverá começar já nesta quinta e ir até 10 de julho. Ao anunciar a abertura do concurso, Reinaldo disse que a intenção é fortalecer a estrutura da segurança pública no Estado, parte do compromisso feito.

 

"Nós vamos fazer um trabalho com a Polícia Militar e com o Corpo de Bombeiros, para gente fazer um cronograma de concursos públicos para que todo ano tenha ingresso de policiais nas forças de segurança do Estado", acrescenta o governador.

 

Reinaldo ainda afirma que a tendência é que os concursos sejam realizados de maneira gradual, com o preenchimento de vagas distribuídos entres eles, ao invés de um grande concurso com, por exemplo, mil vagas. A estratégia é evitar que haja, anos depois, uma aposentadoria em massa desses servidores, ao mesmo tempo, criando uma defasagem no efetivo.

 

O concurso - De acordo com a assessoria de imprensa do Governo do Estado, o edital do concurso da Polícia Civil tem 61 páginas e traz algumas inovações em relação aos concursos anteriores - uma delas e já ter todo cronograma no edital.

 

As provas escritas, por exemplo, serão em datas e horários diferentes, o que vai permitir que o candidato possa disputar, por exemplo, a vaga de escrivão e investigador. Porém, para isso ele terá que fazer duas inscrições e a taxa para se habilitar para o concurso é de R$ 197,00.

 

A exigência de escolaridade para o cargo de delegado é exigido de bacharelado em Direito, enquanto para os outros dois cargos, qualquer curso de nível superior. O prazo para pedir isenção da taxa vai até o dia 14 deste mês.

 

Para delegado, a prova será aplicada em Campo Grande no dia 20 de agosto e para escrivão e investigador, no dia 17 de setembro, em Campo Grande, Dourados e Paranaíba. Ao todo, o concurso terá nove etapas, sendo a primeira a prova escrita.

 

Outra novidade é que o exame de formação (academia de polícia) é eliminatório. Quanto a idade, o edital fixa que, para concorrer às vagas, o candidato tem que ter no mínimo 21 e no máximo 45 anos.

 

Sobre o edital já conter todo o cronograma do concurso, o chefe da SAD (Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização), Carlos Alberto de Assis, comenta que com isso o candidato poderá de programa melhor.

 

"Em tempos de crise a gente sabe das dificuldades das pessoas em se deslocarem para fazerem as provas. E foi pensando nisso que descentralizamos os locais das provas, para facilitar a participação dos candidatos", enfatiza Reinaldo Azambuja.



Untitled Document
Últimas Notícias
Naviraí terá 1ª Corrida de Verão neste domingo
Ato da Mesa institui Programa de Gestão Documental na Casa de Leis
Senai conclui formaturas e certifica mais 228 alunos em três cidades
Untitled Document