Untitled Document
QUINTA-FEIRA, 17 DE AGOSTO DE 2017
06 de JUNHO de 2017 | Fonte: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

DOF comemora 30 anos e retira de circulação mais de 380 toneladas de drogas

O departamento tem como missão realizar o policiamento, combatendo os crimes de narcotráfico, latrocínio, furto/roubo de veículos, de cargas, roubo/furto em propriedades rurais, golpe do seguro e outros.
Para o governador Reinaldo Azambuja, o DOF é um grupo que tem o respeito da sociedade pelo trabalho realizado (Foto: Chico Ribeiro)

Presente em 51 município de Mato Grosso do Sul, o Departamento de Operações de Fronteira (DOF) comemora 30 anos de criação durante solenidade realizada nesta terça-feira (06/06), em Dourados. Marcada pela entrega da “Medalha Águia da Fronteira”, as comemorações homenageiam 30 personalidades civis e militares que contribuíram para o aperfeiçoamento e projeção do departamento. Durante a festividade, o governador Reinaldo Azambuja anunciou a construção da sede, orçada em R$ 5 milhões.

 

Para Reinaldo Azambuja, o DOF é um grupo que tem o respeito da sociedade pelo trabalho realizado. O governador disse ainda que o resultado registrado, principalmente nos primeiros cinco anos, mostra a efetividade das suas ações. O departamento tem como missão realizar o policiamento, combatendo os crimes de narcotráfico, latrocínio, furto/roubo de veículos, de cargas, roubo/furto em propriedades rurais, golpe do seguro e outros.

 

“Praticamente triplicou as apreensões de drogas, armas e descaminho. E aproveitamos a ocasião para anunciar que no dia 22 de maio, a 3ª Vara Criminal de Campo Grande, sob o comando do juiz Odilon de Oliveira, sentenciou o pedido feito por mim e o secretário Barbosinha, liberando os recursos para podermos definitivamente construir a sede do DOF. Teremos R$ 5 milhões disponibilizados pela Secretaria Nacional Antidrogas. A sentença já foi encaminhada ao Ministério da Justiça e, agora, os projetos executivos e arquitetônicos serão finalizados para que a gente possa fazer a licitação e colocar a sede e funcionamento o mais breve possível”, comemorou o governador.

 

Desde sua criação – em 28 de maio de 1.987 – o departamento contabiliza a apreensão de mais de 380 toneladas de drogas, sendo:

 

- Cocaína 3.621,689 kg;

- Maconha 375.720,962 kg;

- Haxixe 456,921 kg;

- Pasta base 921.952 kg;

- Crack 112,520 kg;

- Veículos recuperados 1.375;

- Armas de fogo apreendidas 935;

- Munições apreendidas 70.234;

- Pessoas presas por tráfico 1.687;

- Presos por outros delitos 1.449;

- Contrabando de cigarros 5.904.576 pacotes;

- Contrabando de pneus 33.729 unidades.

 

O secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa, destacou a importância do DOF para o desenvolvimento sócio econômico do Estado e para a manutenção da segurança pública. Além disso, Barbosa ponderou que o prejuízo causado aos traficantes já ultrapassa os R$ 100 milhões. “Nós temos conhecimento que os traficantes pagam média de R$ 10 mil o quilo da cocaína e em média de R$ 225 o quilo da maconha. Com base nas apreensões, os cálculos apontam que a média de apreensão do Departamento atingiu R$ 36 milhões em cocaína e R$ 85 milhões em maconha nos 30 anos”, afirmou.

 

O programa MS Mais Seguro também contemplou o DOF. Ao todo o departamento recebeu 150 coletes e 15 armas longas (fuzis 556), que totalizam R$ 256.026,00 em investimentos.

 

Medalha

A “Medalha Águia da Fronteira” foi destinada a 30 personalidades civis e militares que contribuíram para o aperfeiçoamento da instituição. Entre os agraciados estão a prefeita de Dourados, Délia Razuk, o Comandante Geral da PM – Coronel Waldir Ribeiro Acosta, o Subcomandante Geral da PM – Coronel Valdecir Escalhar, Tenente Coronel da PM – Paulo Marques Vaz e o Reitor da UEMS – Fábio Edir dos Santos Costa, entre outros.

 

O modelo de Unidade Integrada de Policiamento implantado no DOF é considerado o primeiro no Brasil. A criação ocorreu em 28 de maio de 1.987, com o nome de Grupo de Operações de Fronteira (GOF). Na época o efetivo era de 16 policiais (sendo oito militares e oito civis), subordinados à Sejusp. Passou para Departamento de Operações de Fronteira em 1.996 e dez anos depois, em 2006, foi criada a Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira (Defron) integrada ao DOF.

 

Hoje o departamento atua em 51 municípios de Mato Grosso do Sul, com presença efetiva nos 730,8 quilômetros de fronteira seca – do total de 1.500 quilômetros de fronteira com o Paraguai e com a Bolívia – abrangendo, inclusive, extensa área rural. Confira as fotos do evento. (**Diana Gaúna e Bruno Chaves/Subcom)



Untitled Document
Últimas Notícias
JBS entrega documento e admite descumprimento de acordo
Votação da PEC que altera regras para as eleições é adiada
MS poderá ter cadastro de condenados por racismo ou injúria racial
Untitled Document