Untitled Document
SEGUNDA FEIRA, 22 DE MAIO DE 2017
20 de ABRIL de 2017 | Fonte: Campo Grande News

Chuva de 159 milímetros em 50 minutos inundou avenidas e casas na Capital

Retroescavadeira fazendo o resgate de uma camionete (Foto: Direto das Ruas)

Em apenas 50 minutos choveu 159 milímetros na tarde de ontem (19), no Bairro Moreninhas IV, Sul de Campo Grande. A precipitação inundou casas, ruas, rodovias e trouxe transtornos aos moradores e motoristas da região. Foram várias ocorrências entre alagamentos, quedas de motociclistas, quedas de árvores, muros e carros rodando na pista por causa do volume da água.

 

De acordo com o meteorologista da Uniderp, Natálio Abrão, a chuva começou 16h20 e foi até às 17h10. Do dia 1º deste mês até agora, somente na região das Moreninhas, choveu 280 milímetros, o que representa 116% dos 105 milímetros – média histórica para o mês de abril. “Desde 1962, ou seja há 55 anos, que não chovia tanto no período”, explica o meteorologista. Ele ressalta que choveu na cidade toda, mas o volume maior foi na região sul. 

 

Segundo o tenente do Corpo de Bombeiros, Paulo Cordeiro, foram mais de 16 ocorrências atendidas entre quedas muros, de árvores em ruas e sobre veículos, resgate de pessoas dentro de carro em vias alagadas e quedas de motociclistas. As principais ocorrências foram na Avenida Gury Marques, próximo a Energisa.

 

A chuva deve continuar nesta quinta-feira (20) com previsão de pancadas de chuva e trovoadas isoladas. A temperatura máxima na Capital deve ficar na casa dos 25ºC, de acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia). 

 

Transtornos - Um dos locais atendidos pela corporação foi o Ceinf (Centro de Educação Infantil) da Moreninha IV, que foi tomado pela água. No Pátio Moreninhas, o muro foi derrubado pela água e também alagou. Nos bairros Canguru e Mário Covas, além das Moreninhas, os Bombeiros fizeram a retirada de água de diversas residências. 

 

Na Avenida Catiguá, o trânsito foi fechado no trecho da ponte do córrego Bálsamo, que transbordou. Uma "cachoeira" se formou em uma sala da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Bairro Universitário. Na BR-163, saída para São Paulo, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) atuou no controle de veículos à pedido do Corpo de Bombeiros.

 

A fila de carros chegou a 1 km e o fluxo seguiu lento por causa da quantidade de veículos e da água na pista. Assista a um dos vídeos gravado na Gury Marques encaminhado à redação. 



Untitled Document
Últimas Notícias
Cursilho Naviraí promove Feijoada dia 02 de Julho no Salão Paroquial
Comissão aprova redução de pena para preso com deficiência
Caminhão boiadeiro carregado com 20 animais tomba em Naviraí
Untitled Document