Untitled Document
SEGUNDA FEIRA, 24 DE ABRIL DE 2017
08 de ABRIL de 2017 | Fonte: Correio do Estado

Na Capital, grávidas vão ganhar repelentes

Gestantes precisam estar cadastradas no Bolsa Família
Caixas de repelentes que serão distribuídos em cidades do Estado - Foto: Divulgação

As 1,8 mil gestantes cadastradas no Bolsa Família receberão repelentes contra o Aedes aegypti a partir da terça-feira (11). A medida tentará diminuir os riscos de as mulheres serem contaminadas com zika vírus, dengue ou febre chikungunya. No caso da zika, há estudos que mostram que ela pode causar microcefalia em bebês.

 

O Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA) comprou os frascos e distribuiu para os municípios por meio da Secretaria de Estado de Saúde. As 65 unidades básicas de saúde vão receber os repelentes. A Superintendência da Rede de Assistência à Saúde está responsável por realizar a distribuição.

 

"Para o recebimento do repelente, a gestante deverá comprovar ser beneficiária do Programa e realizar o pré-natal na unidade básica de saúde mais próxima da residência.  No momento da entrega, a grávida receberá orientação sobre a utilização do produto", informou nota da Prefeitura de Campo Grande.

 

Apesar dessa medida, a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) alerta que a ação eficaz é a eliminação dos criadouros do mosquito. "Adotar medidas simples de prevenção, como manter portas e janelas fechadas e teladas, usar calça e camisa de manga comprida", orientou a Sesau.

 

No Estado, serão distribuídos 70 mil frascos até o final do ano. O governo federal vai enviar as remessas em parcelas. Cada mulher deve receber dois protetores contra mosquito. Cada prefeitura vai definir a forma de distribuição.



Untitled Document
Últimas Notícias
Corumbaense vence o Operário no Morenão e está na final do Estadual
BR-163 deve ser fechada em protesto contra demissões e paralisação de obras
Detran faz recomendações para maior segurança na volta do feriado prolongado
Untitled Document