Untitled Document
TERÇA-FEIRA, 21 DE NOVEMBRO DE 2017
20 de MARÇO de 2017 | Fonte: G1-MS

Com sonho de ser médico, garoto de MS vende doces para estudar

Ele estuda no 2° ano do ensino médio e sonha cursar medicina na USP. Bolos, bombons, tortas, ovos de Páscoa e panetones estão à venda.

João Vitor Macedo Neves, de 15 anos, é um adolescente de Campo Grande que assim como tantos outros estudantes, sonha cursar medicina. Para conquistar o objetivo, além de estudar muito, o garoto uniu a força de vontade com a paixão por confeitaria: faz doces e os vende pela internet para conseguir bancar os materiais de estudo, cursinhos online e outras ferramentas.

Desejo de fazer medicina despertou após irmã falar do curso de Enfermagem (Foto: Nathália Rabelo/G1 MS)
Desejo de fazer medicina despertou após irmã falar do curso de Enfermagem (Foto: Nathália Rabelo/G1 MS)

O objetivo de João é estudar medicina na Universidade de São Paulo (USP), faculdade mais concorrida do Brasil, segundo o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) de 2016. E para conquistar o sonho, o 'trabalho' do menino é diário.

 

Sobre o sonho de ser médico, ele resume: "médico é uma profissão que contribui muito para a sociedade. Salvar a vida de alguém é muito prazeroso", afirmou.

 

Culinária

Apaixonado por cozinhar, ele iniciou o negócio para comprar objetos pessoais, tanto que a família sempre pensou que ele cursaria gastronomia.  Com a venda de chocotones, bolos, cestas, bombons, tortas e ovos de Páscoa, o menino já conseguiu comprar um notebook, contratar cursinhos virtuais, mantém os materiais e compra livros.

 

E como a Páscoa já está chegando, João Vitor não perdeu tempo e já se preparou para a época festiva. Ele já fez panfletos para distruibuir e recebeu várias encomendas. "Estou recebendo até o dia 31, mas já recebi bastante encomendas".

 

Ele também explica que toda a confecção do doce é feita por ele na cozinha da própria casa. As pessoas olham os produtos no facebook, instagram e whatsapp, fazem o pedido e no final ele entrega para elas. Há também aqueles clientes que preferem buscar.

 

A família também ajuda nos negócios de João Vitor. A avó, por exemplo, faz a limpeza da cozinha após a realização do produto e o pai a entregar os doces.

 

Estudos

Com o tempo, João percebeu que a paixão pela cozinha era mais um hobbie do que profissão e então passou a se dedicar para cursar medicina, cujo interesse surgiu após conversar com a irmã mais velha que estudava enfermagem.

 

De segunda a sexta-feira ele estuda na Escola Estadual Joaquim Murtinho no período da manhã. A maratona de estudos fora do colégico é sempre a partir das 13h com os cursinhos online. A rotina só termina em torno de 22h e 23h.  A produção de doces fica no intervalo dos livros.

 

Já no final de semana, o esforço é redobrado, segundo João Vitor. Por não ter aula regular, ele dedica o tempo para estudar em casa de manhã e à tarde. No domingo ele vai à reuniões de redação com outros alunos.

 

Os doces podem ser pedidos na página do facebook "João Chocolate", no Instagram como "@chocolatesjoao" e whatsapp (67) 99207-8780. O email pedidosjoaochocolate@gmail.com. Os preços variam de acordo com a quantidade.

 

Entre conversas sobre metas e sonhos, João Vitor se orgulha do esforço que realiza para conquistar os objetivos. Servindo de incentivo para outros vestibulandos, ele finaliza dizendo que acredita em uma frase e que a leva para a vida inteira "Tudo o que o ser humano consegue, eu também consigo".

Familiares apoiaram a decisão do menino (Foto: Nathália Rabelo/G1 MS)
Familiares apoiaram a decisão do menino (Foto: Nathália Rabelo/G1 MS)


Untitled Document
Últimas Notícias
Lava Jato prende na BA ex-gerente da Transpetro
Estudo aponta crescimento de jornais virtuais e redução de 35% em impressos
Esquema de estelionato prometia lucro de 1000%
Untitled Document