Untitled Document
TERÇA-FEIRA, 11 DE MAIO DE 2021
23 de JULHO de 2020 | Fonte: Subcom

Governo pede apoio das Forças Armadas para combater incêndios no Pantanal

No Pantanal de Corumbá e Ladário, o fogo consome a vegetação de nove pontos considerados críticos.
Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

O Governo de Mato Grosso do Sul pediu nesta quinta-feira (23/07) apoio logístico das Forças Armadas para combater incêndios florestais no Pantanal. O tempo seco e as altas temperaturas na região têm facilitado o avanço das chamas na vegetação, que funciona como combustível para o fogo.

 

Em reunião no Comando Militar do Oeste (CMO), o chefe do Centro de Proteção Ambiental (CPA) do Corpo de Bombeiros Militar (CPA), tenente-coronel Waldemir Moreira Júnior, apresentou o plano de operações da Corporação para o controle dos incêndios no bioma.

 

A ideia é conseguir helicópteros para o deslocamento de militares que vão desenvolver estratégias de combate às chamas. Através do sobrevoo é possível entender o comportamento do fogo. Na região, a Marinha já apoia as ações de contenção das chamas com viagens aéreas.

 

No Pantanal de Corumbá e Ladário, o fogo consome a vegetação de nove pontos considerados críticos: Porto da Manga, Rabicho, Codrasa/Baía Negra, norte da Codrasa, Itajiloma/Baía do Tuiuiú, acima do rio no Itajiloma, Maracangalha, Fazenda Califórnia e Escola Jatobazinho.

 

Segundo o Corpo de Bombeiros, militares e brigadistas do Prevfogo estão atuando na Baía do Tuiuiú. O deslocamento até o ponto, que fica cerca de 20 quilômetros da cidade, é realizado em embarcações, o que limita o campo de atuação do pessoal em solo devido à dificuldade do bioma.

 

O fogo que consome a biomassa da região do Itajiloma/Baía do Tuiuiú é o responsável pelo grande volume de fumaça registrado nos últimos dias sobre as cidades de Corumbá e Ladário. Essa condição afeta a saúde respiratória da população. Por isso, a prioridade de combate nesse local.

 

Ainda de acordo com o tenente-coronel Moreira, pedido de apoio logístico também foi enviado ao Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). Nesse caso, foi solicitado emprego de avião que retira água do rio e joga sobre os focos de incêndio.



Untitled Document
Últimas Notícias
PRF apreende 167,5 Kg de pasta base de cocaína em MS
Mato Grosso do Sul recebe novo lote com 14.040 vacinas da Pfizer nesta segunda-feira
PMA de Naviraí prende caçador e apreende armas e munições escondidas no compartimento do motor de veículo
Untitled Document