Untitled Document
QUARTA-FEIRA, 18 DE SETEMBRO DE 2019
02 de SETEMBRO de 2019 | Fonte: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

Governador sanciona lei que permite animais domésticos em hospitais públicos e privados do MS

Em muitos países e também estados estados brasileiros a regra já existe; os benefícios para a recuperação dos pacientes são visíveis, segundo a defesa de alguns especialistas em saúde.
Foto: Divulgação

O governador Reinaldo Azambuja sancionou a lei que permite animais domésticos e de estimação em hospitais públicos e privados para visitação a pacientes.

 

A lei proposta pelo deputado estadual Lídio Lopes foi publicada no Diário Oficial do Estado de sexta-feira (30/08), e garante que pessoas internadas em hospitais públicos e privados contratados, conveniados e cadastrados no SUS (Sistema Único de Saúde) possam receber visitas dos animais de estimação.

 

A decisão do Governo do Estado segue a tendências de outros estados que já aprovaram a regra e seguem a temática de que a presença do animal é positiva na recuperação de pessoas que passam por período de recuperação.

 

Regras da OMS:

Os animais de estimação para visita deverão estar com a vacinação em dia e higienizados, devendo o responsável comprovar, por meio de laudo veterinário, a boa condição de saúde do animal;

A entrada do animal dependerá de autorização da comissão de infectologia do hospital;

Os animais deverão estar em recipiente ou caixa adequada e, tratando-se de cães e gatos, deverão estar em guias presas por coleiras e, se necessário, enforcador e focinheiras;

Os hospitais criarão normas e procedimentos próprios para organizar o tempo e o local de permanência dos animais para visitação dos pacientes internados;

A presença do animal se dará mediante a solicitação e autorização do médico responsável pelo paciente, observado o disposto;

As visitas dos animais deverão ser agendadas previamente na administração do hospital, respeitando a solicitação do médico;

O local de encontro do paciente com o animal ficará a critério do médico e da administração do hospital.

 

A permissão de entrada de animais nos hospitais deverá observar as regras estabelecidas pela organização mundial da saúde. Além disso, o encontro entre animal e paciente será proibido a alguns casos, como de isolamento, quimioterapia e transplante, e deverá ser feito em um local predeterminado, podendo ser no quarto de internação, caso não seja dividido.



Untitled Document
Últimas Notícias
Naviraí terá campanha de vacinação antirrábica em duas datas
Palmeiras tira Ramires do campo e só deve voltar em 2019
CCJ da Câmara aprova condução coercitiva de intimados por CPI
Untitled Document