Untitled Document
QUINTA-FEIRA, 05 DE DEZEMBRO DE 2019
21 de MAIO de 2019 | Fonte: Campo Grande News

Integrante do PCC vai à júri por esquartejamento

Motivação do crime seria rivalidade entre facções
Fernando do Nascimento dos Santos foi encontrado morto e enrolado em um cobertor (Foto: Divulgação)

Um dos três acusados de matar e esquartejar Fernando do Nascimento dos Santos, em 2017, irá a júri nesta quinta-feira (23), em Campo Grande. Somente Danilo Richele da Silva Fernandes, de 19 anos, irá a julgamento por homicídio qualificado, pois Ueslei de Oliveira e Wellington Ferreira de Souza recorreram.

De acordo com o processo, os três acusados mataram Fernando no dia 16 de agosto de 2017. A vítima foi até a residência de Danilo para comprar drogas, momento em que foi questionado se pertencia a alguma facção criminosa, respondendo que fazia parte do Comando Vermelho (CV).

Então, uma discussão sobre as facções rivais começou no interior da casa e, em seguida, a vítima teria sido encarcerada no local e amarrada a uma cadeira. Ela teria sido, em diversos momentos, obrigada a pedir desculpas aos membros do Primeiro Comando da Capital (PCC). Ainda na madrugada do ocorrido, Fernando teria sido levado ao banheiro da casa e novamente amarrado a uma cadeira para que fosse morto.

Segundo a acusação, Danilo determinou que Wellington filmasse a ação e que Ueslei matasse a vítima, entregando-lhe uma arma branca. Ueslei iniciou o ato e, em seguida, Danilo tomou para si a faca e continuou até decapitar Fernando. Além disso, ambos teriam cortado outros membros.

Os acusados teriam também planejado ocultar o cadáver, uma vez que enrolaram as partes da vítima em uma coberta e, de prévio acordo, resolveram que Danilo, na companhia de um terceiro indivíduo não identificado, levassem a vítima dentro de um veículo até um local desabitado na Rua Engenheiro Paulo Frontim, no Bairro Los Angeles, na Capital.

Diante dos fatos, o juiz Carlos Alberto Garcete de Almeida pronunciou os réus nos artigos 121 (homicídio qualificado, motivo torpe e meio cruel), artigo 148 (cárcere privado), artigo 211 (ocultação de cadáver) e artigo 288 (associação criminosa), combinado com o artigo 29, todos do Código Penal. Wellington não foi pronunciado em ocultação de cadáver, somente.



Untitled Document
Últimas Notícias
Prefeitura de Naviraí inicia coleta seletiva de materiais recicláveis
Naviraí recebe Jogo das Estrelas no próximo domingo, dia 08
Anvisa autoriza fabricação e venda de medicamentos à base de Cannabis
Untitled Document