Untitled Document
TERÇA-FEIRA, 16 DE JULHO DE 2019
14 de MAIO de 2019 | Fonte: Campo Grande News

Acadêmicos ocupam bloco da UFMS em protesto aos cortes nas universidades

Só a UFMS perdeu mais de R$ 29,7 milhões de seu orçamento devido aos cortes orçamentários do Governo Federal.
Acadêmicos durante a assembléia que ocorreu no bloco da UFMS (Foto: Direto das Ruas)

Alunos de alguns dos cursos da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), ocuparam no começo da noite desta segunda-feira (13/05), o bloco 6 do campus em Campo Grande. Os acadêmicos protestam contra o corte de 30% dos recursos que seriam repassados pelo Governo Federal para as universidades públicas de todo o país. Com a decisão, só a UFMS perdeu mais de R$ 29,7 milhões de seu orçamento.

 

Por volta das 17h30 de hoje, uma assembleia reuniu alunos de cursos como biologia, enfermagem, psicologia e filosofia, onde foi decidido pelo protesto que segue até a próxima quarta-feira (15), quando ocorre a Greve Nacional da Educação, contra os cortes orçamentários.

 

“Durante esses três dias os cursos criaram uma agenda de atividades, oficinas, com microfone aberto para fala onde cada curso leva o seu saber e mostra a importância de se manter esse recurso, principalmente para as áres de pesquisa e extensão da universidade”, comentou um dos organizadores da movimentação, o estudante de ciências sociais, Haricson Freitas.

 

Haricson explica que no final desta tarde, cerca de 130 alunos participaram da assembleia. Após a decisão pelo protesto, três das quatro entradas do bloco foram interditadas com cadeiras e os alunos ocupam tanto o pátio quanto algumas das salas do bloco. O movimento também se manifestou por meio de nota oficial. 

 

"Educação não é um gasto, mas sim um investimento que irá garantir a formação de TODOS OS PROFISSIONAIS que atendem a sociedade, portanto deve-se investir maciçamente na educação e não desmontá-la! Ela é a base para uma sociedade mais justa, desenvolvida e igualitária!”, diz trecho do pronunciamento. 

 

Cortes

O MEC (Ministério da Educação (MEC) anunciou a redução dos repasse no final de abril. Dos R$ 29,7 milhões retirados do orçamento da universidade, R$ 28,7 equivaliam ao custeio e R$ 995.913 eram de investimento para o exercício 2019.

 

Atualmente, a UFMS oferece 116 cursos de graduação e 61 de pós-graduação (mestrado e doutorado) em 21 municípios do estado. Em seu quadro docente a instituição mantém cerca de 2.800 professores e técnicos-administrativos em suas unidades administrativas e acadêmicas para atender mais de 23 mil estudantes.



Untitled Document
Últimas Notícias
Naviraí faz carreata em prol da valorização do comércio local
Atleta de Naviraí se destaca na 3ª Corrida Internacional em Ponta Porã
Contribuinte pode parcelar dívidas do IPVA em até 10 vezes
Untitled Document