Untitled Document
QUARTA-FEIRA, 12 DE DEZEMBRO DE 2018
21 de NOVEMBRO de 2018 | Fonte: Correio do Estado

Mulher diz ter matado advogado por vingança

Daniel Nantes Abuchaim, de 46 anos, foi morto a facadas
Delegado Geraldo Marim - Foto: Bruno Henrique/Correio do Estado

A Polícia Civil de Campo Grande prendeu, na noite de terça-feira (20), Fernanda Aparecida da Silva Sylvério, de 28 anos, pela morte do advogado Daniel Nantes Abuchaim, de 46 anos, que teve o corpo encontrado no início da tarde de segunda-feitra (19) no Parque dos Poderes.

 

Durante coletiva de imprensa, realizada na manhã desta quarta feira (21), o delegado responsável pelo inquérito, Geraldo Marim Barbosa, disse que Fernanda matou Daniel para se vingar. Isto porque, segundo ela, o advogado tinha o hábito de assediar ela e a namorada dela.

 

O delegado explicou ainda que, Fernanda e Daniel se conheceram em uma balada há aproximadamente um ano, mas nunca tiveram nenhum tipo de relação. No domingo, ela ingeriu bebidas alcoólicas e usou drogas durante toda à noite pensando em como se vingaria de Daniel.

 

Na segunda, ela entrou em contato com Daniel e foi buscá-lo no Jardim Flamboyan, onde ele morava. De lá, os dois seguiram para um motel no Jardim Noroeste.

 

Quando chegaram no estabelecimento, os dois desceram do carro e ele foi tomar banho. Fernanda voltou para o veículo e chamou Daniel. Quando ele entrou no carro, ela subiu em cima e começou esfaqueá-lo. A polícia não informou com quantos golpes ele foi atingido, mas disse que ele tinha ferimentos na cabeça, pescoço e tórax.

 

“Ela matou ele no carro porque ficaria mais fácil para mover o corpo porque ele é uma pessoa de grande porte”, pontuou o delegado.

 

Ainda de acordo com Marim, após o crime ela saiu com ele de carro e jogou o corpo no Jardim Veraneio, onde foi encontrado. Em seguida, voltou para casa dela, buscou a namorada, que não sabia do crime, e seguiu para Bonito (MS).  

 

Chegando lá ela se deu conta do que tinha feito, se arrependeu, e telefonou para familiares pedindo para buscá-las. Ela chegou ontem à noite e foi presa na casa de parentes, no Jardim Los Angeles.


INVESTIGAÇÕES

Depois de terem encontrado o corpo, equipes do Grupo de Operações Especiais (GOE)  juntamente com investigadores da 3ªDP estiveram no motel onde verificaram impressões digitais que ajudaram a identificar a suspeita. Eles também observaram imagens de câmeras de segurança que mostravam ela deixando o motel. Fernanda e Daniel chegaram ao local por volta de 12h e saíram um pouco antes das 13h.

 

No local também havia vários vestígios de sangue, demonstrando que após ter matado ele, Fernanda voltou  ao banheiro para se limpar. Ela ainda ligou para a central do motel para comprar uma toalha. Essa mesma toalha foi encontrada ao lado do corpo do advogado.

 

O delegado comentou que não foram encontradas nem a arma do crime nem os pertences da vítima. Os investigadores estão em diligências em busca desses materiais.

 

Fernanda vai responder por homicídio doloso. O delegado ainda espera o resultado de outros lados para analisar se o crime será qualificado.



Untitled Document
Últimas Notícias
Professora de Naviraí será homenageada nesta quarta em Brasília
TSE rejeita ação do PT para cassar Bolsonaro e Mourão
Copasul 40 anos - Grande evento reuniu cooperados e fundadores em Naviraí
Untitled Document