Untitled Document
TERÇA-FEIRA, 23 DE OUTUBRO DE 2018
02 de OUTUBRO de 2018 | Fonte: Assessoria/PMA

PMA inicia operação Pré-piracema nos rios de MS

Mais de 360 policiais vão participar da operação no estado que vai até o dia 5 de novembro.
PMA durante operação em 2017 (Foto: PMA / Divulgação)

A Polícia Militar Ambiental (PMA) deu início ontem (01/10) a operação Pré-piracema em Mato Grosso do Sul. O objetivo é prevenir e reprimir a pesca predatória. 362 policiais vão participar da operação que vai até o dia 5 de novembro, quando começa o período de fechamento da pesca na Bacia do Rio Paraguai. A PMA já havia intensificado a fiscalização em setembro. No mês foram autuados 23 pescadores, apreendidos 153 kg de pescado ilegal e aplicados R$ 22.800,00 em multas

 

Alerta

A PMA alerta para que as pessoas que praticarão a pesca, que cumpram as leis, pois, mesmo com a pesca aberta, várias atitudes são crimes, inclusive, com as mesmas penalidades de pescar em período de piracema.

 

Um exemplo é pescar com petrechos, ou com método de pesca proibidos, em quantidade superior à permitida, ou em local proibido e capturar pescado com tamanho inferior ao permitido.

 

Na parte criminal, conforme a Lei Federal 9.605/1998, a pessoa pode ser presa, algemada, encaminhada à Delegacia de Polícia, onde é autuada em flagrante delito, podendo sair sob fiança não sendo reincidente e, ainda ter todo o produto da pesca, barcos motores e veículos apreendidos. Na reincidência não há fiança.

 

Na parte administrativa, o Decreto Federal 6514/2008, que regulamenta a parte administrativa da Lei 9605/98, prevê multas de R$ 700 a R$ 100 mil reais e mais R$ 20 reais por quilo do pescado irregular.



Untitled Document
Últimas Notícias
Sesi destaca melhoria na gestão de SST com eSocial
Chuva desacelera ritmo da moagem de cana na segunda quinzena de setembro
Atacar Poder Judiciário é atacar a democracia, diz presidente do STF
Untitled Document