Untitled Document
QUINTA-FEIRA, 19 DE JULHO DE 2018
02 de ABRIL de 2018 | Fonte: TV Morena

Corumbaense bate o Operário e inverte a vantagem na decisão do Sul-Mato-Grossense

O Operário chegou à final precisando de dois empates para ficar com o título. O Corumbaense venceu a 1ª partida. Agora é o time de Corumbá que joga por um empate para levantar o troféu.
Mais de 4 mil torcedores foram ao Arthur Marinho acompanhar a primeira partida da final do Estadual 2018 (Foto: Corumba Online)

O Corumbaense bateu o Operário na tarde deste domingo (01/04), na primeira partida da decisão e inverteu a vantagem, que era do Operário. O único gol da partida foi marcado por Mutuca. O galo jogava por dois empates para ser campeão. Agora, o Carijó da Avenida precisa de um empate para ficar com o título. A segunda partida vai ser no próximo domingo (08/04), no estádio Morenão, em Campo Grande.

 

PRIMEIRO TEMPO

O Corumbaense foi com tudo para cima do Operário, logo nos primeiros momentos do jogo. Aos cinco minutos, Mutuca chutou forte e a bola passou muito perto do gol do Operário.

 

Na sequência, Jorginho invadiu a pequena área, saiu na cara do gol e soltou a bomba. Pereira se esticou todo para fazer a defesa. O Operário tentou reagir. Aos 14 minutos, Igor Vilela chutou de muito longe e assustou o Corumbaense. A bola tocou na rede pelo lado de fora.

 

Dois minutos depois, Mutuca driblou o zagueiro Rodrigo Arroz, bateu forte de fora da grande área, e abriu o placar para o Carijó da Avenida. Outra vez o Galo tentou reagir, mas não levou muito perigo ao gol do Corumbaense.

 

O time da casa seguia criando as jogadas mais perigosas. Aos 42 minutos, Guilherme limpou o lance e bateu no cantinho. Pereira salvou o Operário mais uma vez. 

 

SEGUNDO TEMPO

O Operário voltou mais ligado na segunda etapa, em busca do empate. Aos 15 minutos, Fernandinho soltou a bomba de fora da grande área. A bola passou muito perto do gol do Corumbaense.

 

Dois minutos depois veio a resposta do Corumbaense. Após a cobrança de escanteio, Willian estava sozinho na pequena área. O atacante pegou de primeira e mandou por cima do gol, perdeu uma ótima oportunidade.

 

Pouco tempo depois, Da Silva soltou a bomba do meio da rua. A bola passou muito perto do gol do Corumbaense. Aos 36 minutos, O zagueiro André Paulino cabeceou muito bem. O goleiro Guilherme se esticou todo para evitar o empate.

 

O Corumbaense saiu no contra-ataque, Guilherme ganhou dos zagueiros e perdeu a chance de ampliar o placar. Demorou demais para chutar e foi travado. Nos minutos finais a pressão foi toda do Operário, mas o time de Campo Grande não conseguiu balançar as redes.



Untitled Document
Últimas Notícias
Brasileiro chefe do PCC preso em Assunção tinha ajuda de policial paraguaio
São Paulo vende 47 mil ingressos para Majestoso no Morumbi
Soja responde por 16% das exportações brasileiras no semestre
Untitled Document