Untitled Document
QUARTA-FEIRA, 26 DE SETEMBRO DE 2018
27 de MARÇO de 2018 | Fonte: Globo Esporte

Seleção bate Alemanha e Tite faz últimos testes

Brasil se desdobra para marcar e tirar espaços dos alemães, e Gabriel Jesus, após perder chance clara, tem ajuda de Trapp para definir vitória de cabeça no primeiro reencontro após o 7 a 1.
Jogadores comemoram gol de Gabriel Jesus que garantiu a vitória do Brasil sobre a Alemanha (Foto: Reuters)

Gabriel Jesus voltando para marcar. Paulinho dando carrinho na área. Willian na lateral... Para confrontar uma ideia de jogo tão consolidada a ponto de ser praticada com naturalidade por um time quase B, o Brasil de Tite sabia que precisaria de concentração, dedicação e eficiência. Os dois primeiros itens foram cumpridos com louvor. O terceiro contou com a ajuda de Trapp, que espalmou para dentro a cabeçada de Gabriel Jesus: 1 a 0 sobre a Alemanha, em Berlim.

 

O resultado fortalece, sim, a caminhada da equipe rumo a Copa do Mundo de daqui a 81 dias. E também limpa a mente do reencontro pós-7x1. Agora já aconteceu. A Seleção se dispôs a fazer um jogo diferente do que está habitada com essa comissão, de mais transpiração do que inspiração – apesar de ótimos momentos –, e mostrou uma versatilidade que poderá ser importante na luta pelo hexa.

 

PRIMEIRO TEMPO

O Brasil passou 10 minutos assustado, até descobrir que os alemães também eram capazes de errar. Coutinho aproveitou vacilo e invadiu a área, driblou, mas o passe foi ruim. As falhas defensivas da Alemanha se repetiram, até que, na pior delas, Trapp se enrolou todo em cabeçada de Gabriel Jesus. A tecnologia sobre a linha apontou o gol. Um alívio para o centroavante brasileiro, que havia perdido chance clara pouco antes. A Seleção, ao contrário dos anfitriões, errou pouquíssimo uma marca da equipe de Tite.

 

SEGUNDO TEMPO

Roubar bolas no campo de ataque já havia se mostrado um caminho interessante para a Seleção. Dessa forma, ela quase fez dois belos gols. Primeiro num corta-luz de Coutinho para Willian, e depois num passe de Gabriel Jesus para Coutinho. As finalizações não foram precisas. Joachim Löw começou a mexer para fechar a lista da Copa, e o ritmo da partida caiu. Paulinho e Fernandinho ficaram mais próximos de Casemiro na marcação, e o espaço que os alemães tinham para tabelar, sumiu. Do outro lado, a Alemanha se descompactou. Löw colocou Werner e a equipe toda no ataque a 10 minutos, mas o Brasil se segurou diante de um arsenal de escanteios.

 

PRÓXIMOS JOGOS

O Brasil ainda tem dois amistosos antes de estrear na Copa do Mundo: dia 3 de junho, diante da Croácia, provavelmente em Liverpool, e dia 10, contra a Áustria, em Viena. Esses jogos já terão os 23 convocados para o Mundial. A lista será anunciada em meados de maio.



Untitled Document
Últimas Notícias
Professora Ivonete de Naviraí já está em São Paulo para cerimônia do Prêmio Educador Nota Dez 2018
Osorio chama cinco do futebol brasileiro para período de treinos no Paraguai
Prefeitura de Naviraí fará audiência pública para apresentação de relatório fiscal
Untitled Document